Notícia

Prefeitura de Montes Claros recebe doações de medicamentos da Hipolabor Farmacêutica

Medicamentos estão sendo distribuídos pela Secretaria de Saúde aos hospitais

Montes Claros é a primeira cidade de Minas Gerais a receber doações de medicamentos da Hipolabor Farmacêutica, indústria fabricante de produtos injetáveis, líquidos, sólidos e semi-sólidos. O laboratório é o maior fabricante de medicamentos genéricos e injetáveis do país e tem uma unidade no Distrito Industrial 1 de Montes Claros.

Atendendo solicitação da Prefeitura de Montes Claros, com intermediação do vice-prefeito Adauto Marques, o laboratório está doando ao setor de saúde do município medicamentos anestésicos e sedativos de fabricação própria e outros adquiridos junto ao Laboratório Cristália Farmoquímica, de Itapira (SP). Eles serão usados nos hospitais de Montes Claros no tratamento de pacientes internados em UTIs, principalmente os que estão com a Covid-19.

A secretária municipal de Saúde de Montes Claros, Dulce Pimenta, esclarece que esses medicamentos são de extrema importância para os hospitais e estão em falta no mercado, o que levou os hospitais a suspenderem cirurgias eletivas neste período crítico de pandemia. “A doação do Hipolabor foi decisiva para a continuidade do atendimento a pacientes em UTIs, dependentes de respiradores, pois os estoques já estavam zerados, bem como para a retomada de cirurgias cardíacas, oncológicas e neurológicas que estavam sendo suspensas por conta da falta dos medicamentos”, acrescenta a Secretária.

Entre os medicamentos doados, estão o injetável Cloridrato de Midazolam, indicado para sedação de pacientes em unidades de terapia intensiva, e o Citrato de Fentanila, para uso como agente anestésico único com oxigênio em determinados pacientes de alto risco. O primeiro lote dos medicamentos doados já foi entregue à secretaria de Saúde de Montes Claros que está coordenando a distribuição entre os hospitais. Dulce Pimenta informa ainda que nos próximos dias mais um lote de doações dos medicamentos pelo Hipolabor deverão chegar.

O vice-prefeito, Adauto Marques, que também é presidente licenciado da Regional Norte da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, esclarece que a ação foi desenvolvida junto à presidência do Hipolabor, a pedido do prefeito Humberto Souto, que vem atuando de forma assertiva para evitar o agravamento da pandemia do coronavírus em Montes Claros.

Ele ressalta ainda a importante participação do presidente do Hipolabor, Renato Alves, na ação. “Ele não mediu esforços para atender de pronto a solicitação do município e destinou lotes dos medicamentos anestésicos e sedativos tão importantes no tratamento de pacientes acometidos pelo Covid-19”, acrescenta Marques.

O provedor do Hospital Aroldo Tourinho, Paulo César Gonçalves de Almeida, considera de extrema importância a doação dos medicamentos que no momento estão escassos no mercado. “Esses medicamentos são fundamentais no bloco cirúrgico e em CTI e podem salvar muitas vidas”, ressalta Almeida. Outro ponto que o provedor do HAT faz questão de destacar é a ajuda da Regional Norte da FIEMG, por meio do seu agora presidente licenciado, Adauto Marques. “A FIEMG tem sido solidária e participativa em relação ao HAT, desde o início da pandemia, viabilizando doações expressivas, inclusive de EPIs (Equipamentos de Proteção Individuais), que são fundamentais para a atuação segura dos profissionais da saúde no atendimento aos pacientes”, acrescenta o provedor do HAT.

Últimas notícias

  1. Diretores do CIEMG se reúnem para acompanharem ações da entidade

    Leia

  2. Lei que facilita a venda de imóveis da União é pauta de encontro

    Leia

  3. FIEMG e CCEE apresentam as regras gerais de comercialização de energia

    Leia

  4. Conselho de Infraestrutura da FIEMG recebe secretário estadual

    Leia

  5. União para um ambiente de negócios mais justo em Santa Luzia

    Leia

  6. Apoio à exportação de empresas brasileiras é tema de webinar

    Leia

  7. Presidente Flávio Roscoe visita Uberlândia e Araguari

    Leia

  8. FIEMG abre licitação para ampliar e construir novas unidades do SESI

    Leia