Notícia

Tecnologia 4.0 ao alcance da indústria mineira

SENAI oferece espaço para preparar mão de obra especializada, consultorias e aplicação de novas tecnologias

Já imaginou uma fábrica referência em tecnologia 4.0, uma área inteira com internet das coisas, robótica colaborativa e digitalização industrial, um espaço maker de alta tecnologia, tudo isso em um mesmo local, onde tudo respira a indústria 4.0? Isso não é coisa do futuro, nem trabalho feito fora do Brasil, mas sim uma realidade para o SENAI-MG e para as empresas mineiras. A oferta da tecnologia e inovação na melhoria dos processos industriais já está disponível por meio do Centro de Treinamento e Desenvolvimento da Indústria 4.0. Localizado no município de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, o espaço está preparado para atender a demanda das indústrias que desejam se inserir no contexto da quarta revolução industrial. A hora é de levar o setor produtivo mineiro a um novo patamar de competitividade.

“Em um só local, a indústria mineira e brasileira poderá ter o suporte do SENAI-MG para a implantação de toda a jornada 4.0, por meio de serviços de consultoria tecnológica especializada, desenvolvimento e testes de soluções integradoras, serviços técnicos, projetos específicos e treinamentos correlacionados, tudo isso totalmente personalizado e customizado para cada cliente. É o único espaço no país dedicado exclusivamente à tecnologia 4.0 e pensado para as necessidades da indústria mineira. É motivo de orgulho para todos nós”, conta o presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG), Flávio Roscoe.

De acordo com o presidente da Federação, além de preparar as indústrias para a transformação digital, o Centro vai qualificar a mão de obra dos profissionais que conduzirão esse processo dentro das fábricas. “Serão ofertados cursos técnicos, especializações, aperfeiçoamento profissional e pós-graduações em parceria com as melhores universidades, como o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e a UNA. Neste momento, temos em funcionamento duas turmas do curso técnico em Mecatrônica, que estão sendo mediadas por tecnologia, devido à pandemia da Covid-19. Além disso, vários projetos estão sendo desenvolvidos para indústrias que estão em implantação de tecnologias 4.0 e melhorias de processos”, exemplifica o líder industrial.

Estrutura robusta e de ponta para todas as indústrias

O Centro de Treinamento e Desenvolvimento da Indústria 4.0 conta com várias estruturas organizadas para atuar de ponta a ponta no processo industrial. A Fábrica Referência em Indústria 4.0 oferece uma planta industrial produtiva projetada e desenvolvida pelo SENAI-MG. Essa fábrica é a espinha dorsal do Centro 4.0 e contempla todos os processos da indústria: manuais, mecanizados, automatizados e todos eles com tecnologia 4.0 embarcados.

“São equipamentos industriais onde é possível embarcar e integrar tecnologias 4.0 de forma flexível e aplicadas à processos automatizados, mecanizados e de montagens manuais, o que torna o Centro do SENAI-MG único no Brasil. O espaço proporciona o entendimento de toda a jornada sob uma ótica realista e pragmática da inserção dessas tecnologias para indústria e dá uma visão direta e clara para implementação da transformação digital. E não só a indústria ganha, a comunidade terá a oportunidade de estudar e interagir com uma unidade SENAI que tem várias tecnologias de ponta que raramente estão disponibilizadas em um só lugar”, celebra Roscoe.

Já as Áreas de IoT e Digitalização Industrial realizam estudos, implementam e formam os profissionais especializados nas tecnologias de Soluções Internet of Things (IoT), a conhecida internet das coisas, em sistemas embarcados, retrofit (termo utilizado para designar o processo de modernização de equipamento já considerado ultrapassado ou fora de norma), monitoramento de processos industriais, utilização de RFID (sigla para Radio Frequency Identification, que é um método de identificação por meio de sinais de rádio que recuperam e armazenam os dados à distância utilizando dispositivos chamados etiquetas RFID) e comunicação com a nuvem. Vão oferecer também soluções digitais como o desenvolvimento de aplicativos, simulação computacional, big data analytics, realidade aumentada e cybersecurity.

Já o Espaço Lab. Maker será destinado à criação, experimentação, prototipagem, compartilhamento, trabalho em conjunto, interação com startups, projetos integradores e espaço de inovação aberta. O Centro 4.0 conta ainda com a Fábrica para Treinamento Lean Manufacturing 4.0, o sistema enxuto de manufatura que busca reduzir desperdícios enquanto aumenta a produtividade e a qualidade, dando uma visão de processos eficientes e sem desperdícios.

Parcerias para o sucesso

Empresas de todos os portes podem trabalhar com o Centro de Treinamento e Desenvolvimento da Indústria 4.0 e a parceria pode ser feita por meio da cessão de tecnologia, transferência de conhecimento e até doação de equipamentos. Já são parceiros nesta empreitada a Sequor Softwares Industriais, UR Universal Robotics, Advantech, ECO Automação, SIEMENS PLM, Mix Reality, Mitsubshi Eletric, Altus Automação e Stellantis.

O Centro de Treinamento e Desenvolvimento da Indústria 4.0 do SENAI está aberto à visitação dos empresários que quiserem conhecer todas as possibilidades deste universo, por meio de agendamento de visitas pelo endereço eletrônico senai40@fiemg.com.br.

Para saber mais, acesse www.senaimg.com.br/centro4.0.

Por Flávia Carolina Costa

Últimas notícias

  1. SENAI-MG desenvolve curso de construção e operação de impressoras 3D

    Leia

  2. “O Plano de Investimentos da CEMIG Distribuição”

    Leia

  3. Ação solidária do SESI Barbacena arrecada mais de uma tonelada de produtos para o Hospital Ibiapaba

    Leia

  4. Linhas de financiamentos e de apoio à projetos de inovação

    Leia

  5. FIEMG doa câmaras frias para Capinópolis e Ipiaçu

    Leia

  6. Indicativos de como atuar em um futuro próximo

    Leia

  7. Flávio Roscoe participa do Fórum de Minas para discutir desenvolvimento estadual

    Leia

  8. FIEMG realiza debate sobre reforma tributária

    Leia