Notícia

APL Inox de Lambari é reconhecido oficialmente

Título garante benefícios para as empresas, como o reconhecimento do mercado consumidor de inox no Brasil e no mundo, além de linhas de crédito diferenciadas

A FIEMG Regional Sul, o Sindicato das Indústrias de Itajubá (SIMMMEI) e a ACE-CDL Lambari realizaram na sexta-feira, dia 8/11, o lançamento oficial do APL Inox de Lambari.

O polo de inox de Lambari é o 48° Arranjo Produtivo Local do Estado de Minas Gerais. Este reconhecimento chega após 10 meses de atuação do SIMMMEI e do Programa FIEMG Competitiva que mapeou, por meio de um amplo diagnóstico, o perfil industrial da cidade e identificou características que legitimam o polo como um APL.  O título garante benefícios para as empresas, como o reconhecimento do mercado consumidor de inox no Brasil e no mundo, além de linhas de crédito diferenciadas.

Os Arranjos Produtivos Locais (APL´s) são aglomerações de empresas do mesmo setor ou correlatas, localizadas em um mesmo espaço geográfico, com a presença de agentes econômicos, políticos e sociais, e que apresentam vínculos e interdependência, num ambiente de especialização produtiva. Fazem parte do APL de Lambari 17 empresas de micro e pequeno porte que produzem aço inox.

O APL fortalece o poder de compras das empresas participantes; partilha riscos e custos para explorar novas oportunidades; oferece produtos com qualidade superior e diversificada; dividi o ônus de realizar pesquisas tecnológicas; combina competências e compartilha recursos.

Para Flávio Roscoe, presidente da FIEMG, os APL´s dinamizam a economia regional, aumentam a produtividade e competividade de setores industriais e com isso fomenta a economia de todo o estado. “Ações como essa, onde a iniciativa privada e as indústrias trabalham em conjunto com suas entidades representativas, juntamente com autoridades municipais, transformam a realidade do município e de Minas Gerais”, ressalta o líder industrial, que afirma que o desenvolvimento das indústrias será muito maior com o lançamento do APL.

A iniciativa fez parte da política pública de Arranjos Produtivos Locais do governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, realizado com apoio do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas Mecânicas Materiais Elétricos de Itajubá, ACE-CDL, SEBRAE, IEL e FIEMG Regional Sul.

Segundo Thadeu Neves, gerente de Projetos para Indústria, o principal papel da FIEMG foi trabalhar com a identificação das demandas do Polo para o fortalecimento enquanto coletividade e a articulação com o governo estadual para o reconhecimento enquanto APL. “O trabalho da entidade é amplo no sentindo de desenvolver ações para fortalecer o Polo naquilo que ele precisa melhorar e reforçando a imagem naquilo que ele é bom”, diz.

Juliano Alves Pinto, subsecretário de Promoção de Investimentos e Cadeias Produtivas da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, afirma que essa formalização vai dar à cidade e ao APL um reforço de marca importante, atraindo mais investimentos de outras empresas do setor e agregando ainda mais valor ao produto.

Galeria

Últimas notícias

  1. Novos hábitos de consumo traz impacto positivo para a indústria moveleira, afirma Flávio Roscoe

    Leia

  2. Especialistas debatem principais impactos da MP 998 para consumidores de energia

    Leia

  3. Industria 4.0 em foco

    Leia

  4. Cemig e FIEMG promovem webinar

    Leia

  5. “A diplomacia busca a transformação do Brasil”, afirma Ernesto Araújo

    Leia

  6. FIEMG faz doação de quartos de CTI completos para Hospital São João de Deus

    Leia

  7. Apoiando as indústrias além das Gerais

    Leia

  8. Conselho de Inovação e Tecnologia recebe presidente do CNPq

    Leia