Notícia

Câmara da Indústria de Base Florestal discute assuntos referentes ao setor

Reunião foi realizada on-line e contou com a participação de representantes de diversas empresas

“Um dos grande legados que o isolamento social irá nos deixar será essa forma on-line de se reunir”, afirmou Fausto Varela, presidente da Câmara da Indústria de Base Florestal, na reunião do colegiado realizada dia 15/07. “O objetivo do encontro de hoje é dar continuidade a assuntos que são de interesse dos membros do setor”, disse Varela, convidando a tomar a palavra, Antônio Malard, diretor-geral do Instituto Estadual de Florestas (IEF).

Malard explicou que o órgão está trabalhando para que os processos desnecessários sejam eliminados, facilitando, desta maneira, a rotina dos empresários. O diretor-geral explicou também que alguns prazos, como o de informações complementares, foram suspensos, devido a crise causada pela Covid-19. “A princípio estamos prorrogando os prazos mês a mês”, esclareceu.

Segundo Malard, uma boa notícia é a publicação da portaria da certidão negativa de débitos, que trata apenas dos autos de infrações. “Antes era obrigatório e o processo era moroso. Agora ela é facultativa e é emitida apenas caso o empreendedor necessite dela. Essa portaria desburocratizou o processo sem perder o rigor técnico. Estamos aqui para dar celeridade aos processos”, disse.

O presidente do colegiado aprovou a iniciativa. “O IEF é um grande parceiro da Federação e sempre busca soluções para os problemas apresentados e luta pela desburocratização dos processos”, afirmou Varela. 

Guilherme Zanforlin, analista da gerência de Meio Ambiente, esclareceu dúvidas sobre a Portaria MMA 280/20 - Manifesto de Transporte de Resíduos Nacional. O analista apresentou uma linha do tempo do transporte de resíduos sólidos e suas principais mudanças nos últimos 19 anos.

Daniela Britto, gerente da área de Estudos Econômicos da Federação apresentou o tema “O novo coronavírus no Brasil e em Minas Gerais - Estimativas dos impactos econômicos”. A gerente começou a apresentação chamando a atenção para o fato de que, historicamente, sempre existiu dificuldade de recuperação das atividades econômicas em momentos de crise, tanto no Brasil, quanto em Minas Gerais.
 

Segundo Britto, o cenário econômico do Brasil, em 2020, tem como características a queda da confiança de empresários e consumidores, o aumento de incertezas, a queda no preço de commodities, a piora nos termos de troca, queda nos preços de ativos, redução do fluxo de pessoas e mercadorias, piora no mercado de trabalho, restrição da oferta de crédito e aumento do risco-país.

Com todos esses fatores, a indústria da transformação em Minas Gerais teve um recuo de 10%. Já o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) aponta o recuo de 3.553 postos de trabalho nas indústrias de base florestal em Minas Gerais. Em todo o país, o recuo foi de 21.723. 

Já o tema “Correção monetária do valor líquido na compensação ambiental” foi apresentado por Thiago Rodrigues Cavalcanti, coordenador do Núcleo Jurídico da Gerência de Meio Ambiente. Segundo o advogado, o Valor Contábil Líquido é o valor do bem registrado na Contabilidade, em determinada data, deduzido da correspondente depreciação, amortização ou exaustão acumulada. 

Júnia Cerceau, gerente de Atração de Investimentos da FIEMG, apresentou seu setor. Cerceau explicou as bases de seu setor e o funcionamento de projetos como o Venda Mais e Projeto Forte. E o Grupo de Trabalho de Resíduos de MDF/MDP, que pertence a Câmara a Indústria da Base Florestal, apresentou as principais ações e projetos futuros do grupo.

Últimas notícias

  1. CIEMG realiza reunião e apresenta importância da sustentabilidade em empresas

    Leia

  2. Feira da Moda movimentou Taiobeiras, no Norte de Minas

    Leia

  3. Segunda edição do Encontro Nacional de Jovens Industriais está com inscrições abertas

    Leia

  4. Projeto de educação financeira do SESI Barbacena arrecada mais de R$ 2 mil

    Leia

  5. Workshop "Fortalecimento de Representação do Setor Produtivo nos Comitês de Bacias Hidrográficas”

    Leia

  6. SENAI Minas é premiado no Top Lean 2021 com 20 projetos educacionais

    Leia

  7. 26ª edição do Minas Trend acontece em novembro

    Leia

  8. Vem aí a 4ª edição do Conecta Vale do Aço

    Leia