Notícia

Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes na Indústria da Construção é lançada em Minas

O foco é na prevenção de quedas

A Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes na Indústria da Construção (CANPAT Construção) foi lançada no dia 07/02, em Belo Horizonte. Com o tema “Mais prevenção, menos quedas”, a iniciativa reuniu na sede do Serviço Social da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Seconci-MG), engenheiros civis, técnicos de segurança do trabalho, médicos da área trabalhista e demais profissionais ligados à segurança do trabalho.

O gerente de Segurança e Saúde no Trabalho da FIEMG, Alfredo Santana, participou do evento, que apresentou os resultados da campanha realizada em Belo Horizonte e região metropolitana, além de tratar sobre dados relativos a acidentes de trabalho, mudanças da chamada Lei da Terceirização (Lei 13.429/2017) e a apresentação da plataforma Sesi Viva + focada na gestão das informações relativas ao segmento. 

A presidente do Seconci-MG, Danuza Bernis Mohallem, salientou a relevância dos serviços prestados pela entidade aos trabalhadores da construção. O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), Geraldo Jardim Linhares Júnior, celebrou o fato de que em janeiro, o Seconci-MG alcançou dois milhões de atendimentos. “A entidade é o braço social do sindicato, além de ser os nossos olhos, já que o mais importante nas empresas são as pessoas. Queremos que o operário saia de casa e volte para a sua família com saúde e segurança”, frisou.

O presidente da Comissão de Política de Relações Trabalhistas (CPRT) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Fernando Guedes, falou como a segurança tem que ser parte da cultura da empresa. “Desde o presidente ao servente de obra, o plano de saúde e segurança do trabalho tem que ser executado com a mesma exatidão que outros projetos da construtora”, salientou.

Segundo o coordenador de Fiscalização de Segurança e Saúde do Trabalho, José Almeida Martins de Jesus Júnior, “somente em 2018 foram registrados, oficialmente, 450 mil acidentes com 2400 mortes. É um número dez vezes maior do que as mortes que ocorreram recentemente em Brumadinho (MG)”, alertou.

“A queda em altura não é apenas um problema brasileiro, mas mundial. A tragédia de Brumadinho, por exemplo, mostra a responsabilidade que todos os profissionais envolvidos têm nos processos de segurança do trabalho”, diz o auditor fiscal do Ministério do Trabalho, Luis Carlos Lumbreras.

A CANPAT Construção Regional é uma iniciativa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), e contou com o apoio do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), do Serviço Social da Indústria (SESI-DN) e do Serviço Social da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Seconci-MG).

 

 

 

 

 

Últimas notícias

  1. Minas Trend aponta para o futuro com novo diretor-criativo

    Leia

  2. FIEMG Competitiva realiza workshop em parceria com SINDUSCOM Barbacena

    Leia

  3. Sindivestu oferece treinamento ‘Blindagem Empresarial Trabalhista’

    Leia

  4. Presidente da FIEMG Regional ZM recebe Comenda da Associação Comercial

    Leia

  5. Exército vem a Belo Horizonte conhecer trabalhos desenvolvidos no CIT

    Leia

  6. FIEMG participa da 31ª edição da Expo Usipa

    Leia

  7. ICEI aponta confiança pelo 10° mês consecutivo

    Leia

  8. União de esforços para a geração de emprego e renda é meta de Tadeu Monteiro

    Leia