Notícia

CIFTIS China-Brasil debate comércio entre os dois países

Fabiano Nogueira, diretor-consultivo da FIEMG, participou do painel sobre Comércio Cultural

Feira Internacional em Nuvem para Comércio de Serviços China-Brasil 2021 (CIFTIS China-Brasil), que começou no dia 30/8, teve o objetivo de promover a parceria estratégica, o intercâmbio bilateral e a cooperação pragmática entre a China e o Brasil. O evento, transmitido via Youtube, teve em sua programação atividades como ciclo de webinar, fórum, negociações, palestras e exposições, dentre outras atividades.  

O CIFTIS China-Brasil contou com a parceria da FIEMG em sua organização e, dia 16/09, no encerramento do evento, Fabiano Nogueira, diretor-consultivo e presidente do Conselho de Política e Mercados Internacionais da Federação mineira, participou do painel sobre Comércio Cultural entre os dois países.

CIFTIS-China-Brasil-3.PNG

Segundo Nogueira, a China é o maior parceiro comercial do Brasil e um grande investidor nas áreas de matérias-primas e insumos industriais como energia, petróleo, entre outros. Em 2020, a corrente de comércio (bilateral) entre Minas Gerais Brasil e China foi de US$ 12,4 bilhões, com superávit de US$ 8,7 bilhões para Minas Gerais. “Em 2004, a FIEMG assinou um acordo de cooperação com a Conselho Chinês para Promoção do Comércio Internacional (CCPIT) de Jiangsu, vigente até o presente momento, tendo como objetivo principal promover informações e oportunidades de negócios entre empresas chinesas e mineiras”, explicou, reforçando que a FIEMG se dedica a defender o interesse do setor produtivo e prestar serviços de apoio às empresas. “Por meio do Centro Internacional de Negócios (CIN-MG) apoiamos e incentivamos as empresas no processo de internacionalização, prestando serviços de assessoria e consultoria em diferentes etapas do processo exportador”, afirmou. 

Xu Yuansheng, cônsul comercial da China no Rio de Janeiro, disse que o comércio e serviço é uma parte importante do cenário de cooperação internacional e que a China está disposta a desenvolver acordos de cooperação mútua, a compartilhar conhecimento e gerar oportunidades de investimentos, contribuindo para a retomada econômica mundial. “Conseguimos construir uma plataforma comercial digital de comércio e serviços em português e em mandarim”, esclareceu explicando que durante a realização do evento, 80 pessoas provenientes do mundo de negócios participaram da CIFTIS China-Brasil. 

O tempo de streaming passou de 20 horas, com 158 empresas participantes e 880 itens em exposição. "Contamos com participação de empresas de informação, consultoria e de serviços de dados, dentre outros. Conseguimos criar um ambiente saudável de troca de experiência e de comércio entre o Brasil e a China”, ressaltou, pontuando que a cultura chinesa, rica e milenar, é conhecida pela culinária, a medicina, a educação, filosofia, artes marciais.  “O Brasil é um país de diversidades e temos muitas similaridades. Existe um grande potencial de troca entre as duas nações”.  

 Juliano Alves Pinto, chefe da Assessoria Internacional do Governo de Minas Gerais, destacou que o Estado vem trabalhando para estreitar os laços existentes com os parceiros chineses e para promover a aproximação cultural entre os dois povos. “Minas Gerais tem o maior investimento greenfield chinês realizado no território nacional e abriga importantes empreendimento chineses, como a XCMG, que produz maquinários agrícolas em Pouso Alegre”, explicou. 

Feira Internacional em Nuvem para Comércio de Serviços China-Brasil 2021 foi uma realização da Embaixada da República Popular da China no Brasil, Consulado-Geral da República Popular da China no Rio de Janeiro, Governo Popular Municipal de Pequim, Governo Popular da Província de Jiangsu, Governo do Rio de Janeiro, Governo de Minas Gerais, Governo do Espírito Santo, Governo da Bahia e a Prefeitura do Rio de Janeiro. 

 Também participaram do encerramento da CIFTIS China-Brasil: José Renato Casagrande, governador do Espírito Santo, Tyago Hoffmann, secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Desenvolvimento do Espírito Santo, Pedro Paulo, secretário municipal de Fazenda e Planejamento do Rio de Janeiro, Cong Su Feng, vice-presidente do sub-conselho de Jiagsu do Conselho para a Promoção do Comércio Internacional da China, Sun Mingyang, vice-diretora do Escritório Regional da Fundação CLEC para a América Latina e o Caribe, Zhang Wei, vice-secretária de Cultura, Rádio, TV e Turismo de Xuzhou, Regina Franco, superintendente de Cultura de Pouso Alegre, Wang Yansong, presidente da XCMG Brasil, Li Jiashan, reitora executiva do Instituto Chinês para o Comércio de Serviços e vice-reitora executiva do Instituto Nacional para o Desenvolvimento Cultural.  

Para conferir tudo o que aconteceu na CIFTIS China-Brasil, CLIQUE AQUI

Últimas notícias

  1. CIEMG realiza reunião e apresenta importância da sustentabilidade em empresas

    Leia

  2. SENAI Minas é premiado no Top Lean 2021 com 20 projetos educacionais

    Leia

  3. 26ª edição do Minas Trend acontece em novembro

    Leia

  4. FIEMG divulga a programação da 26ª edição do Minas Trend

    Leia

  5. Segunda edição do Encontro Nacional de Jovens Industriais está com inscrições abertas

    Leia

  6. Projeto de educação financeira do SESI Barbacena arrecada mais de R$ 2 mil

    Leia

  7. Minas Gerais: o estado da Moda

    Leia

  8. Workshop "Fortalecimento de Representação do Setor Produtivo nos Comitês de Bacias Hidrográficas”

    Leia