Notícia

Copom anuncia elevação e Selic vai a 3,5% ao ano

Processo de expansão da taxa de juros, combinado com um cenário de fragilidade econômica e de crise sanitária, gera preocupação

A decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), anunciada nesta quarta-feira (5/5), de aumento da taxa Selic de 2,75% para 3,5% ao ano é recebida sem surpresa pela FIEMG, tendo em vista a piora das expectativas de inflação. Contudo, o processo de expansão da taxa de juros, combinado com um cenário de fragilidade econômica e de crise sanitária, gera preocupação.

“A economia brasileira ainda opera com elevado grau de ociosidade, e a recuperação dos setores é lenta e desigual. A atividade industrial vem sofrendo com a escassez de insumos fundamentais à produção. Ao mesmo tempo, o setor de serviços, o mais afetado pelo distanciamento social e responsável por mais de 70% do PIB nacional, registra desempenho inferior ao observado antes da pandemia. Parte da solução, a vacinação em massa, ainda está distante de se tornar realidade”, explicou o presidente da FIEMG, Flávio Roscoe.

No mercado de trabalho, a taxa de desemprego segue em nível historicamente alto, ao mesmo tempo em que os níveis de confiança dos empresários registram trajetória de queda, reduzindo as intenções de investimento e de contratações de mão de obra. “É evidente a pressão inflacionária provocada, em grande parte, pela desvalorização do real frente ao dólar e pelo aumento dos preços de commodities. Por sua vez, a depreciação do real tem sido influenciada pela percepção de elevado risco fiscal brasileiro”, reforçou o líder industrial.

O desequilíbrio das contas públicas tem sido um entrave para a recuperação econômica nacional e está no balanço de riscos inflacionários do Copom. Portanto, a estabilidade da moeda brasileira também passa por essa importante questão. “Sem o equacionamento das contas públicas, a solução para o fantasma da inflação continuará sendo o aumento da taxa de juros, medida que só tende a prejudicar a retomada do crescimento econômico brasileiro”, finalizou Roscoe.

Últimas notícias

  1. Setor têxtil participa de projeto Setorial Lean Manufacturing

    Leia

  2. Inspeção veicular em pauta

    Leia

  3. FIEMG Jovem recebe Flávio Roscoe em conversa sobre rumos de Minas e do país

    Leia

  4. Sociedade, indústria e comunidade acadêmica conectadas

    Leia

  5. Tributos e Encargos do Setor Elétrico Brasileiro

    Leia

  6. Japão e Brasil: uma parceria histórica que ainda tem muito para crescer

    Leia

  7. Equipe do SESI/SENAI São Gonçalo do Sapucaí organizou torneio amistoso de robótica

    Leia

  8. Entenda como a indústria gera desenvolvimento e empregos e chega até à mesa dos mineiros

    Leia