Notícia

Empreendedorismo para a indústria

Programa Engenheiro Empreendedor apresentou projetos de inovação e empreendedorismo de sua 8ª edição

Doze novos projetos de empreendedorismo e inovação, criados por estudantes de engenharia e áreas afins, foram apresentados na sede da FIEMG, nesta quarta-feira, 05/12. Os projetos são frutos da 8ª edição do programa Engenheiro Empreendedor, idealizado pelo Sistema FIEMG, por meio do Instituto Euvaldo Lodi e SENAI, em parceria com o Sebrae. Até esta edição, a ação já teve mais de 3700 inscritos, 630 vagas ofertadas e 21 turmas realizadas em três regiões do estado – Região Metropolitana de Belo Horizonte, Ipatinga e Itajubá.

O programa é realizado com o objetivo de desenvolver as habilidades empreendedoras dos estudantes e recém-formados dos cursos de Engenharia e graduações afins, como Arquitetura, Design, Administração, Sistema da Informação e Ciência da Computação. Esta edição do programa formou, em duas turmas, 56 novos empreendedores para o mercado.

No total, o programa possui quase 100 horas de capacitação distribuídas em oito semanas nas quais os alunos participam de capacitações, mentorias técnicas com especialistas do SENAI e de negócios com empreendedores voluntários, palestras de temas como sensemaking e capital empreendedor, além de trabalhos e visitas supervisionadas.

Durante a cerimônia de conclusão, foram escolhidos os três melhores projetos desenvolvidos pelos alunos do Engenheiro Empreendedor. O projeto campeão desta edição foi o Concreto ao Cubo, medidor digital de concreto, que pretende suprir a ausência de um método ou tecnologia para medir, no ato da entrega, a quantidade de concreto fornecido e aplicado pela concreteira na obra.

O segundo postou ficou com o grupo Smart Sweep, que desenvolveu um sistema para as bicicletas ergométricas de academias que transforma a energia das pedaladas em energia elétrica, para alimentar a rede elétrica da academia e, consequentemente, diminuiu a conta de luz do empreendimento.

No 3º lugar está a Power Saddlebag, uma mochila com autonomia energética para recarga de baterias e compartimento refrigerador, voltado para os cicloturistas e desenvolvida tendo como fonte de alimentação a energia cinética gerada pelo movimento da bike e energia solar.

O presidente do conselho deliberativo do Sebrae Minas e vice-presidente do Sistema FIEMG, Teodomiro Diniz, enfatizou o papel das duas entidades no papel de fomento do empreendedorismo no estado. “A indústria acredita muito na inovação e no poder de transformação dos jovens. Por isso, criamos uma série de instrumentos para desenvolver a capacidade de cada um de vocês, como esse programa, o FIEMG Lab, além do Centro de Inovação e Tecnologia do Sistema FIEMG. O Empreendedorismo é transformador, e é nisso que a FIEMG e o Sebrae acreditam e trabalham,” disse.

O superintendente do Instituto Euvaldo Lodi, Gustavo Macena, incentivou os estudantes a empreenderem ainda mais a partir do programa. “Não esperem o momento ideal do negócio ou do país para inovar e empreender. O momento é sempre o agora. Tudo isso sempre baseado no empreendedorismo com valores, como retidão, ética e excelência, pois é o mote desse programa preparar mais do que empreendedores, mas, sim, agentes de transformação.”

Últimas notícias

  1. Motivação foi o tema do último Café Empresarial do ano

    Leia

  2. FIEMG Jovem renovada em 2019

    Leia

  3. 8 motivos para apoiar o SESI e o SENAI

    Leia

  4. Pesquisa mostra empresário mais otimista

    Leia

  5. Escola de Esportes do SESI premia destaques do ano

    Leia

  6. SINPAPEL celebra 75 anos de atuação

    Leia

  7. FIEMG certifica futuros engenheiros

    Leia

  8. Itinerância do Museu de Artes e Ofícios em Ouro Preto

    Leia