Notícia

Empresários da construção iniciam 2019 confiantes

Iceicon-MG caiu 0,4 ponto na passagem de dezembro para janeiro. Mesmo com o recuo, o indicador permanece acima dos 50 pontos

O Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais (Iceicon-MG), divulgado nesta quinta-feira (07/02), caiu 0,4 ponto na passagem de dezembro (59,5 pontos) para janeiro (59,1 pontos). Mesmo com o recuo, o indicador permanece, pelo terceiro mês seguido, acima dos 50 pontos – patamar que separa confiança da falta de confiança. O índice foi o maior para o mês desde 2012 (59,2 pontos) e superou em 9,3 pontos sua média histórica (49,8 pontos). Na comparação com janeiro de 2018, o indicador avançou 6,3 pontos. O Iceicon nacional marcou 63,7 pontos em janeiro, crescimento de 1,4 ponto em relação a dezembro (62,3 pontos), e foi o maior para o mês desde 2010 (70,0 pontos). 

O Iceicon-MG é resultado da ponderação dos índices de condições atuais e de expectativas, que variam de 0 a 100 pontos. Valores abaixo de 50 pontos apontam percepção de piora na situação atual e expectativa negativa para os próximos seis meses, respectivamente. 

O índice de condições atuais avançou 3,5 pontos em janeiro (49,9 pontos), na comparação com dezembro (46,4 pontos). Com o resultado, o indicador aproximou-se da linha de 50 pontos, sinalizando que a percepção de piora nas condições de negócio foi menos disseminada entre os empresários. O índice foi o mais elevado desde outubro de 2012 (52,8 pontos) e avançou 3,6 pontos em relação a janeiro de 2018 (46,3 pontos).

O indicador de expectativas dos empresários da construção para os próximos seis meses mostrou construtores otimistas pelo quarto mês consecutivo, ao permanecer acima da linha de 50 pontos. O índice marcou 63,7 pontos em janeiro, queda de 2,3 pontos frente a dezembro (66,0 pontos). Apesar do decréscimo, o resultado foi o melhor para o mês desde 2013 (63,8 pontos) e expressivos 10,1 pontos superior à sua média histórica, de 53,6 pontos. 

Segundo o economista e coordenador do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), Daniel Furletti, o estudo demonstra que a construção civil iniciou 2019 otimista e cita algumas razões. “A regulamentação da Lei do Distrato Imobiliário que traz segurança jurídica tanto para o construtor quanto para o consumidor e a iminência da aprovação de reformas importantes, como a Previdenciária, estão entre as justificativas dessa maior confiança do empresariado”, avalia.

Confira AQUI a pesquisa. 

 

Últimas notícias

  1. Minas Trend aponta para o futuro com novo diretor-criativo

    Leia

  2. FIEMG Competitiva realiza workshop em parceria com SINDUSCOM Barbacena

    Leia

  3. Sindivestu oferece treinamento ‘Blindagem Empresarial Trabalhista’

    Leia

  4. Presidente da FIEMG Regional ZM recebe Comenda da Associação Comercial

    Leia

  5. Exército vem a Belo Horizonte conhecer trabalhos desenvolvidos no CIT

    Leia

  6. FIEMG participa da 31ª edição da Expo Usipa

    Leia

  7. ICEI aponta confiança pelo 10° mês consecutivo

    Leia

  8. União de esforços para a geração de emprego e renda é meta de Tadeu Monteiro

    Leia