Notícia

Escola de Energia: SENAI e Energisa abrem 70 vagas para formação em TI

Inscrições para o processo seletivo estão abertas até 25 de junho

Uma parceria entre o SENAI-MG e a Energisa, por meio do projeto Escola de Energia, vem possibilitando a inserção de jovens no mercado de trabalho. Estão sendo oferecidas 70 vagas para formação em Tecnologia da Informação (TI), em Minas Gerais (Cataguases, Leopoldina, Muriaé, Ubá e Visconde do Rio Branco). As inscrições para o processo seletivo estão abertas e podem ser feitas até o dia 25 de junho. O curso, que será ministrado a distância, terá duração de quatro meses. Os estudantes que completarem a formação poderão ser contratados pela Energisa a partir da conclusão do curso. Nesse modelo, o aluno investe R$ 273,50 e os R$ 1.000,00 restantes são concedidos como desconto pelo SENAI, por meio da parceria com a empresa.

A formação vem num momento oportuno para os mais jovens. Segundo a Organização Internacional do Trabalho, mais de um em cada seis jovens deixou de trabalhar desde o início da pandemia a nível global. No Brasil, ainda em 2019, 47,2 milhões de jovens (28% da população ativa com mais de 15 anos) representavam 54% dos trabalhadores desocupados. O candidato deverá ser formado ou estar cursando o último ano dos cursos a seguir: Sistema de Informação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Engenharia Software, Ciência da Computação e Engenharia da Computação, áreas em que há cada vez mais oportunidades no mercado.
 
O gerente do SENAI Cataguases, Cláudio Rutz, destaca que essa parceria entre o SENAI e a Energisa contribui muito para o desenvolvimento profissional regional, inserindo no mercado de trabalho pessoas com as qualificações necessárias para assumir áreas estratégicas das empresas. "Conseguimos alinhar a oferta de treinamentos à uma demanda real da empresa por profissionais qualificados na área de TI", destaca. Já o diretor-presidente da Energisa, Eduardo Mantovani afirma que conseguir o primeiro emprego sem formação e conhecimento técnico é um desafio atualmente. "Por isso, estamos apostando na capacitação. Para nós, é gratificante ajudar a transformar histórias, também colaborar com um mercado de trabalho mais capacitado e ainda levar desenvolvimento tecnológico para a nossa região”, garante ele. 

Potencializar a formação profissional, fortalecendo o conhecimento técnico e gerar oportunidades de empregabilidade e crescimento é um dos objetivos estratégicos da iniciativa. A parceria entre o projeto Escola de Energia e o SENAI ocorre desde 2013 e, a partir de 2017, foi ampliada a nível nacional após a assinatura de um convênio com a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Desde então, a Escola já formou mais de 1,6 mil profissionais em todo o país, sobretudo em áreas ligadas à energia elétrica. 

Clique aqui para fazer sua inscrição

Últimas notícias

  1. Sindigraf-JF tem nova Diretoria

    Leia

  2. Cemig prevê investimento de R$ 15,4 bilhões nos próximos seis anos

    Leia

  3. Setor têxtil participa de projeto Setorial Lean Manufacturing

    Leia

  4. Inspeção veicular em pauta

    Leia

  5. FIEMG Jovem recebe Flávio Roscoe em conversa sobre rumos de Minas e do país

    Leia

  6. Sociedade, indústria e comunidade acadêmica conectadas

    Leia

  7. Tributos e Encargos do Setor Elétrico Brasileiro

    Leia

  8. Japão e Brasil: uma parceria histórica que ainda tem muito para crescer

    Leia