Notícia

Estudo revela qualidade da água do Rio Paraopeba

Documento, disponibilizado pelo IGAM e Semad, indica recuperação

A partir dos resultados das análises de amostras das águas do Rio Paraopeba disponibilizadas pelo IGAM – Instituto Mineiro de Gestão das Águas, por meio de informativos publicados no site da SEMAD – Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, é possível observar uma enorme melhora da qualidade das águas do Rio Paraopeba.

De acordo com os resultados, desde maio de 2019, em todo o trecho analisado, parâmetros de qualidade das águas como a turbidez, e a concentração de metais como cádmio, chumbo, cobre, cromo, mercúrio e manganês já se encontram abaixo da média dos valores registrados antes do rompimento da barragem B1 em Brumadinho. Dentre esses metais, cádmio, chumbo, cobre, cromo e até mesmo o mercúrio que se elevou muito após o rompimento da barragem, já se apresentam em concentrações inferiores aos limites impostos pela DN COPAM nº 01/2008 para águas destinadas a usos mais nobres, como o abastecimento para consumo humano e irrigação de hortaliças.

Os resultados das últimas análises até agosto de 2020 apresentam todos os parâmetros estudados em concentrações e valores bem abaixo das médias das análises realizadas antes do rompimento e abaixo dos últimos resultados pré-rompimento na maioria dos pontos de monitoramento ao longo de toda extensão do Rio Paraopeba (inclusive, nos pontos mais próximos do rompimento).

De acordo com Wagner Costa, gerente de Meio Ambiente da FIEMG, ao analisar os dados divulgados pelo IGAM, é notável que os procedimentos e os cuidados que foram adotados pós-rompimento da barragem têm trazido bons resultados. “O estudo mostrou, mais uma vez, que fatores locais, como o próprio solo da região, que é rico em ferro, manganês e alumínio, continuam se apresentando em concentrações acima das aceitáveis em alguns pontos de monitoramento, assim como já observado antes do rompimento”, ressalta.

Clique aqui e confira a integra do estudo.

Últimas notícias

  1. Setor produtivo celebra decisão do STF

    Leia

  2. Escolas de Esportes SESI retomam suas atividades

    Leia

  3. Repercussões do Enquadramento da Covid-19 como Doença Ocupacional é tema de debate

    Leia

  4. Sinquifar realiza doação de capacetes para instituição de saúde de Juiz de Fora

    Leia

  5. Mais solidariedade no combate a Covid-19

    Leia

  6. Equipe de São João del-Rei vence Torneio SESI de Robótica FFL

    Leia

  7. Conselho FIEMG Jovem discute os tratamentos tributários setoriais de MG

    Leia

  8. Apex apresenta oportunidades no setor de energia, petróleo e gás

    Leia