Notícia

FIEMG completa 88 anos em sintonia com a sociedade

Entidade assume papel de liderança industrial e une esforços para minimizar os impactos negativos da Covid-19

12 de fevereiro marca o aniversário de fundação da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG). Neste dia, em 1933, a entidade foi criada com o objetivo de desenvolver o estado e o país por meio de uma indústria forte, geradora de riquezas, oportunidades, emprego e renda. De lá para cá, a história, escrita por milhares de empresários e trabalhadores, mostra como a instituição atuou para transformar a vida dos mineiros. Não foi diferente no último ano, quando a FIEMG trabalhou ativamente para mitigar os efeitos da pandemia do novo coronavírus. 

Nos últimos 12 meses a FIEMG exerceu seu papel de liderança industrial conectada à sociedade, unindo esforços para o desenvolvimento de dezenas de ações que minimizaram os efeitos da pandemia de Covid-19. Não foram medidos esforços para apoiar a atividade produtiva, o setor público e a sociedade brasileira. 

Articulação com os poderes públicos

A FIEMG dialogou constantemente, de forma proativa, com os governos federal e estadual, sugerindo diversas ações nas áreas trabalhista, tributária, ambiental, de acesso ao crédito e de energia, com destaque para as Medidas Provisórias 927 e 936, que preservaram, somente em Minas Gerais, mais de 300 mil empregos - com atuação direta da entidade na negociação de soluções que trouxeram alento à indústria e aos trabalhadores. 

A atividade industrial ser considerada essencial pelo Estado, permitindo a continuidade de sua atuação de forma responsável, desde o começo da pandemia, também foi uma articulação da FIEMG com o governo de Minas Gerais, além da sensibilização da prorrogação e suspensão de prazos para pagamentos de tributos. Esses pleitos do setor industrial contribuem na retomada do crescimento sustentável do país. 

Combate direto à Covid-19

A federação mineira também liderou um movimento de arrecadação de fundos para o projeto Inspirar, da empresa Tacom, que desenvolve ventiladores pulmonares, com inteligência e componentes mineiros. Cerca de 1.600 equipamentos estão sendo utilizados em dezenas de hospitais em Minas Gerais e salvando milhares de vidas, um legado que vai além da pandemia. 

Investimentos feitos pela indústria mineira, sob liderança e articulação da FIEMG, também foram destinados à construção do Hospital de Campanha no Expominas e de leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19 no Instituto Mário Penna e no Hospital Mater Dei Betim-Contagem. 

Para estimular o desenvolvimento de pesquisas que buscam uma vacina para proteger a população contra a Covid-19, a FIEMG abraça a causa e se une a empresas brasileiras que vão contribuir para o desenvolvimento da imunização que ganhou o nome de UB-612. Elaborada pela Covaxx, uma unidade da United Biomedical, empresa internacional com unidades nos EUA, China e Taiwan, a vacina terá estudos clínicos no Brasil, conduzidos pelo laboratório Diagnósticos da América (Dasa). 

Foram produzidos em larga escala, por meio do SENAI e do SESI, itens fundamentais para a proteção da população, como álcool glicerinado 70%, máscaras de tecido, Face Shield e jalecos, além da reparação de centenas de respiradores de todo o país; desinfecção de ruas e avenidas e investimentos em testes rápidos para identificação da doença. 

O SESI adquiriu milhares de testes rápidos para identificação de Covid-19 para trabalhadores da indústria e a população mineira. A entidade comercializa os testes com os menores valores de mercado. Com a testagem em massa é possível planejar as melhores estratégias e analisar a real proliferação da doença entre as pessoas. 

Nos seus 88 anos, a FIEMG vem cumprindo o seu papel perante a sociedade e espera que a indústria, cada vez mais, possa contribuir para a retomada do crescimento e da geração de oportunidades para todos. 

História

O sonho de unir a indústria mineira para promover o desenvolvimento e a defesa dos interesses de Minas Gerais e do Brasil, transformado em realidade por três empresários visionários – Américo René Giannetti, Alvimar Carneiro de Rezende e Euvaldo Lodi –, foi a pedra fundamental do nascimento da FIEMG. 

Na liderança de sete sindicatos empresariais e de 25 empresas, os três industriais definiram, em um manifesto, a missão da FIEMG: promover o desenvolvimento da indústria mineira, atuando na defesa de seus interesses e também na defesa dos interesses de Minas Gerais e do País. Mais do que nunca, a entidade atua firmemente com esse propósito. Modernizada, hoje tem em sua missão uma conexão direta com o que foi sonhado há 88 anos: “promover a indústria mineira em sintonia com os interesses da sociedade, estimulando os valores da livre iniciativa e do empreendedorismo”. 

Ao longo de sua história, a FIEMG participou ativamente de campanhas memoráveis, que resultaram na criação de empresas e órgãos que mudaram a realidade de Minas Gerais. É o caso da Mannesmann, da Usiminas, da Refinaria Gabriel Passos e do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais. Na década de 70, a Federação esteve presente de forma decisiva em programas e projetos que resultaram no boom de industrialização do estado. O Protocolo de Intenções para implantação da Fiat Automóveis, assinado na sede da entidade, em 14 de março de 1973, é um caso emblemático, que transformou Minas Gerais.

Últimas notícias

  1. Inscrições para o Speed Dating Virtual de maio já estão abertas

    Leia

  2. “Se adequar à LGPD é uma demanda legal e competitiva”, afirma Paulo Soares

    Leia

  3. A industrialização como fortalecimento e expansão dos negócios de produtores de café

    Leia

  4. FAPI 2020 reduz em 80% o número de infrações ambientais

    Leia

  5. FIEMG Regional ZM promove workshop sobre LGPD e as relações de trabalho

    Leia

  6. Café: a indústria que movimenta a economia, a história e o coração dos mineiros

    Leia

  7. FIEMG promove Encontro Virtual Negócios Internacionais de Alimentos e Bebidas

    Leia

  8. Rússia e com os países da Ásia Central na pauta dos empresários

    Leia