Notícia

Músicos prestam homenagem aos profissionais essenciais na luta contra a Covid-19

Orquestra SESIMINAS Musicoop realizou a live “O Clássico é Rock 98”

A música não pode parar e ela pode ser a melhor forma de conforto e carinho em tempos tão difíceis como os que temos enfrentado diante de uma pandemia que mudou as nossas vidas. Pensando nisso, a Orquestra SESIMINAS Musicoop e a Rádio 98FM se uniram para homenagear os profissionais que prestam serviços essenciais para a população. Médicos, enfermeiros, motoristas e cobradores de ônibus, policiais militares, motoboys, são algumas categorias que foram lembradas durante a apresentação “O Clássico é Rock”. A live concerto, realizada dia 20/9, foi transmitida pelas redes sociais da Rádio 98FM e foi gravada no Teatro SESIMINAS, em Belo Horizonte.

O repertório do espetáculo “O Clássico é Rock 98” foi concebido como uma sinfonia em quatro movimentos, seguindo a forma clássica. O maestro e diretor artístico da Orquestra SESIMINAS Musicoop, Felipe Magalhães, afirma que “a estrutura dos movimentos foi inspirada na nona sinfonia do compositor alemão Beethoven, que neste ano completa 250 anos”. Os arranjos da live foram feitos por Neto Bellotto e Christiano Caldas e a direção artística e regência ficou por conta do maestro Felipe Magalhães.

50367698186_0166e2b7f3_c.jpg

O primeiro movimento começou com a própria Sinfonia. Aos poucos a atmosfera sonora mudou e teve o início o passeio musical pelos clássicos do rock, inaugurado com “Roll Over Beethoven” de Chuck Berry, na voz de Marcelo Dai. Em seguida, foi a vez dos Beatles. Bauxita cantou “Don’t let me down” e “She Loves You” ficou à cargo de Dom, da dupla Dom e Juan. O segundo movimento, que na Nona de Beethoven é uma brincadeira, veio com a potência de Rolling Stones com Nath Rodrigues e Led Zepelling interpretado por Marcelo Dai. O terceiro movimento surpreendeu e iniciou lento com Queen e sua inesquecível “Love of My Life”. No desfecho, “Ode à Alegria” (quarto movimento) deriva para “Pro dia Nascer Feliz”, de Barão Vermelho.

Segundo o maestro, a estrutura em quatro movimentos englobou oito clássicos do rock alinhavados por criações instrumentais “que conferem unidade ao espetáculo e criam no público a impressão clara de fusão da música clássica com o Rock”. O regente acrescenta que o fato de não ter público no teatro, nem aplausos entre as músicas, “foi preciso criar uma estrutura com menos pausas musicais. Elas vão acontecer somente entre os movimentos”, explica.

Clique aqui e confira as fotografias da live concerto "O Clássico é Rock 98".

Últimas notícias

  1. Sindipan-JF realiza ação comemorativa ao Dia Mundial em Juiz de Fora

    Leia

  2. FIEMG Competitiva On-line realiza capacitação sobre a LGPD

    Leia

  3. FIEMG lança podcast “A hora da indústria” e canais no Telegram

    Leia

  4. Embaixador Michel Arslanian Neto é o próximo palestrante do "Ciclo de Conferências"

    Leia

  5. Alunos do ensino médio da rede pública estadual de ensino podem se inscrever no “ENEM Conectado Power”

    Leia

  6. Fluxo de Caixa é tema de treinamento da FIEMG Regional ZM

    Leia

  7. IEL participa do programa ENG200

    Leia

  8. CEOs debatem conexões humanas além da organização

    Leia