Notícia

O que realmente funciona para se proteger do novo coronavírus?

SESI dá dicas para prevenção da doença

O primeiro caso do novo coronavírus (COVID2019) no Brasil foi confirmado e muitas pessoas estão preocupadas com a doença que tem se espalhado mundo afora. Com a forma de transmissão e os sintomas semelhantes ao da gripe comum, manter medidas de higiene é essencial para prevenir a contaminação.

De acordo com orientações da área de Segurança e Saúde do Trabalho do Sesi, assim como outras doenças respiratórias transmitidas por vírus, é essencial manter o hábito de lavar as mãos com água e sabão após o uso de transporte público ou contato com outras pessoas em locais de aglomeração. Se não houver a possibilidade de usar água e sabão, um desinfetante à base de álcool 70%, no mínimo, pode ajudar.

Evite também tocar nos olhos, nariz e boca sem lavar as mãos. Ao tossir ou espirrar, use um lenço descartável para cobrir a boca e o nariz, além de evitar o contato com pessoas doentes e desinfetar objetos e superfícies que são tocadas com frequência.

O que são os coronavirus?

São uma grande família viral, conhecidos desde meados dos anos 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em outros animais. Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderada, semelhantes a um resfriado comum. A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças mais propensas a se infectarem.

Em 31 de dezembro de 2019, na cidade de Wuhan, na província de Hubei, na China, ocorreu um conglomerado de 27 casos de síndrome respiratória aguda, dos quais sete foram relatados como graves. Foi identificado tratar-se de um novo vírus que foi denominado novo coronavírus (COVID2019).

Para evitar o pânico e a disseminação de notícias falsas, confira aqui alguns mitos e verdades acerca da transmissão e sintomas do coronavírus.

A vacina contra a gripe protege contra o coronavírus. MITO

A vacina contra a gripe protege somente contra os vírus influenza H1N1, H3N2 e B. Mas, segundo o Ministério da Saúde, alguns casos que foram descartados para coronavírus foram confirmados para Influenza. Por isso a imunização contra a gripe é importante para reduzir os casos de Influenza e assim evitar que os serviços de saúde fiquem sobrecarregados de pacientes com sintomas respiratórios.

A forma de transmissão do coronavirus é parecida com a da gripe. VERDADE

A transmissão das duas doenças ocorre pelo ar ou por contato com secreções de pessoas contaminadas pelos vírus. Por isso, é muito importante manter alguns hábitos de higiene já apresentados.

Os sintomas do coronavírus são parecidos com os da gripe. VERDADE

No início da doença não existe diferença quanto aos sinais e sintomas da infecção causada pelo novo coronavírus em comparação com a gripe e outros vírus respiratórios.

 

Últimas notícias

  1. FIEMG Jovem encerra ano com discussão sobre política e 'lobby'

    Leia

  2. Bolsonaro recebe propostas da indústria para a retomada do desenvolvimento e do emprego em 2022

    Leia

  3. Sindipan-JF faz tradicional Confraternização de Final de Ano

    Leia

  4. Descarbonização da indústria da mineração é tema de encontro com britânicos na FIEMG

    Leia

  5. Atividade industrial registra queda de 1,3% em outubro sobre setembro

    Leia

  6. Estrada Real: a história e a riqueza do Brasil passam por aqui

    Leia

  7. Movimentos que libertam a alma

    Leia

  8. Setor sucroenergético de Minas Gerais receberá R$ 6 bilhões em investimentos

    Leia