Notícia

Padaria comunitária em Nova Lima usa bagaço de malte como matéria-prima

Modelo de negócio foi desenvolvido no âmbito do FIEMG Competitiva

A Associação Comunitária José de Almeida, em Nova Lima, conta agora com uma nova padaria: a Pão de Malte. Usando o resíduo do malte que sobra da produção de cervejarias artesanais, o novo negócio é fruto de uma articulação entre a FIEMG, por meio do Programa FIEMG Competitiva, SINDBEBIDAS, Associação Comunitária José de Almeida, Prefeitura de Nova Lima e empresa AngloGold Ashanti .

De acordo com o gerente de Projetos para a Indústria da FIEMG, Thadeu Neves, o projeto surgiu a partir de uma demanda apresentada pelo Sindicato das Indústrias de Cerveja e Bebidas em Geral do Estado de Minas Gerais (SINDBEBIDAS).

“Precisávamos de um projeto que pudessem conectar o grupo de cervejarias artesanais à comunidade. Então quando vimos a possibilidade de trabalhar melhor o resíduo do bagaço do malte, que é gerado na produção de cerveja. Decidimos fazer um trabalho socioambiental pensando em desenvolver o negócio da padaria. A ideia foi casar a parte social com a ambiental e conseguimos desenvolver um projeto que extrapolou os muros de uma indústria. Esse é um dos papeis fundamentais que a FIEMG tem”, explicou Neves.

O trabalho está sendo desenvolvido há dois anos e, segundo Eric Camargo, presidente da Associação Comunitária José de Almeida, 57 pessoas da comunidade foram capacitadas para este projeto. “A associação recebe esse projeto da padaria comunitária Pão de Malte para fortalecer o desenvolvimento local, por meio do comércio de pães. Dessas pessoas capacitadas, três vão iniciar o projeto conosco, as outras estão trabalhando por conta própria ou já estão no mercado”, contou Camargo.

Para a executiva do SINDBEBIDAS, Tatiana Santos, criar uma nova destinação aos resíduos do fabricação das cervejas era um desafio. “O sindicato tem um grande número de cervejarias associadas e a demanda era definir outro fim para o malte. Esse resíduo é destinado ao gado, então boa parte das cervejarias faz a destinação para fazendas, porém ele é um produto que pode ser utilizado na alimentação humana. Então criamos a necessidade para termos um novo destino para o malte e fazer um projeto em cima disso”.

O trabalho conjunto em favor do fortalecimento do bairro José de Almeida foi ressaltado pelo diretor de Trabalho e Renda da Prefeitura de Nova Lima, Antônio José. “Parabéns pela iniciativa e pela parceria importante. A comunidade vai abraçar esse projeto”. Já Clarissa Vilela, da AngloGold Ashanti, desejou sucesso ao novo empreendimento. “É sentimento de gratidão participar de uma entrega tão boa para a comunidade, que vai trazer tantos frutos e fazer esse sonho virar um sucesso”.

A padaria vai funcionar de segunda a sexta-feira e vai atender atacado e varejo. Nesse momento, a padaria já tem parceria firmada com a construtora Terramil, que fechou a compra diária de 30 pães. Parceiros como o Sindicato da Indústria da Cerâmica para a Construção e Olaria do Estado de Minas Gerais (SINDICER), Sindicato das Indústrias de Instalações Elétricas, Gás, Hidráulicas e Sanitárias no Estado de Minas Gerais (SINDIMIG) e a Casa Sol também contribuíram para a concretização do projeto.

 

Galeria

Últimas notícias

  1. FIEMG e SEBRAE Minas promovem curso: “Treinamento Fiscal para Compradores”

    Leia

  2. FIEMG promove encontro virtual de negócios da higiene pessoal, perfumaria e cosméticos

    Leia

  3. Bento Albuquerque destaca importância de Minas Gerais para o setor energético e de mineração

    Leia

  4. FIEMG participa de debate sobre a reforma administrativa

    Leia

  5. Entrega da DAMEF é prorrogada até dia 30/11

    Leia

  6. Minascon 2020 terá programação totalmente virtual

    Leia

  7. Inscrições prorrogadas: Encontro para exportação de indústrias da mineração

    Leia

  8. Confiança dos industriais mineiros se aproxima do patamar pré-pandemia

    Leia