Notícia

Passarela democrática e inclusiva marca abertura do 23º Minas Trend

Semana de Moda Mineira começou com desfile da nova geração de designers do Estado, surpreendendo com novo layout e ambientação arrojada e contemporânea

Sebastião Jacinto Júnior

O tradicional desfile de abertura do Minas Trend, uma das principais plataformas de negócios de moda do país, deu a partida para os lançamentos da temporada outono-inverno/2019 que segue até o próximo dia 1º/11, no ExpoMinas, em Belo Horizonte.

Realizado pela primeira vez dentro do Salão de Negócios do evento, de forma a aproximar cada vez mais o público e compradores da cadeia produtiva, o desfile que marca a abertura da temporada revelou um evento em franca evolução e que acompanha a dinâmica de um mercado cada vez mais democrático e inclusivo.Em uma ambientação com pegada urbana e cosmopolita, onde se destacavam os diversos containers que formavam espaços informais para os convidados, modelos de diversos tipos, etnias e gêneros circulavam por todo o espaço, sem demarcações, confundindo-se com o público e promovendo uma forte sinergia dentro do clima festivo.

Reforçando o espirito de diversidade e inclusão defendido pelo tema inspiracional da temporada - Agora e para Sempre -, o desfile foi embalado por uma trilha sonora apresentada ao vivo por três bandas de diferentes estilos reconhecidas na cena musical mineira: The Pulso in Chamas, formada por drag queens, Velotrol, com pegada hard rock, e Poison Gas, boy band composta por adolescentes. Na passarela, as marcas Anne Est Folle, Box 19, Camila Akemi, Candê, Diwo, Fe-Lis, Heleve, Jardin, Jessica Andrade, LED, Libertees, Lucas Magalhães, Meniax, Miêtta, Moda Moon, Nouveau Jour, Not Equal, Nuu shoes, Tatiana Marques, Virgílio Couture e Virginia Barros mostraram suas criações onde a diversidade de estilos e de matérias-primas reforça o conceito de coleções cada vez mais atemporais e miscigenadas.

O clima, que traz um novo frescor para o Minas Trend, reflete a proposta do diretor criativo do evento, Ronaldo Fraga, e do gestor Rogério Lima, de estabelecer um contexto mais democrático e de valorização dos expoentes da nova geração da moda mineira, a quem cabe representar o DNA criativo do estado nas próximas décadas.“A passarela tem que ir até o povo”, defende Ronaldo Fraga. “Existia uma certa distância, mas agora isso ficou no passado. Temos que promover o diverso, o encontro das diferenças. Enquanto o Brasil não fizer isso, vamos continuar na idade média. Essa é a proposta que eu espero que o Minas Trend leve para a frente”, declarou Fraga, emocionado, ao final do evento.

Para Flávio Roscoe, presidente da FIEMG, a expectativa em relação a essa edição “é muito positiva, principalmente porque foram feitas várias mudanças no intuito de inovar e renovar o evento. Também esperamos que a economia esteja melhor e que isso provoque a reação e melhoria geral das vendas”, analisa.

O desfile oficial de abertura da 23ª edição do Minas Trend foi patrocinado pela SICOOB.

Galeria

Últimas notícias

  1. "eSocial para gestores” é tema de palestra na FIEMG Regional ZM

    Leia

  2. Os novos caminhos da mineração

    Leia

  3. Gestão do tempo, foco e produtividade em pauta

    Leia

  4. Reestruturação da base sindical é tema de reunião na FIEMG

    Leia

  5. Comércio com a Alemanha

    Leia

  6. SILEMG debate instruções normativas

    Leia

  7. Regras do financiamento para energias renováveis é tema de reunião na FIEMG

    Leia

  8. FIEMG discute o futuro da mineração em Minas Gerais

    Leia