Notícia

Passarela democrática e inclusiva marca abertura do 23º Minas Trend

Semana de Moda Mineira começou com desfile da nova geração de designers do Estado, surpreendendo com novo layout e ambientação arrojada e contemporânea

Sebastião Jacinto Júnior

O tradicional desfile de abertura do Minas Trend, uma das principais plataformas de negócios de moda do país, deu a partida para os lançamentos da temporada outono-inverno/2019 que segue até o próximo dia 1º/11, no ExpoMinas, em Belo Horizonte.

Realizado pela primeira vez dentro do Salão de Negócios do evento, de forma a aproximar cada vez mais o público e compradores da cadeia produtiva, o desfile que marca a abertura da temporada revelou um evento em franca evolução e que acompanha a dinâmica de um mercado cada vez mais democrático e inclusivo.Em uma ambientação com pegada urbana e cosmopolita, onde se destacavam os diversos containers que formavam espaços informais para os convidados, modelos de diversos tipos, etnias e gêneros circulavam por todo o espaço, sem demarcações, confundindo-se com o público e promovendo uma forte sinergia dentro do clima festivo.

Reforçando o espirito de diversidade e inclusão defendido pelo tema inspiracional da temporada - Agora e para Sempre -, o desfile foi embalado por uma trilha sonora apresentada ao vivo por três bandas de diferentes estilos reconhecidas na cena musical mineira: The Pulso in Chamas, formada por drag queens, Velotrol, com pegada hard rock, e Poison Gas, boy band composta por adolescentes. Na passarela, as marcas Anne Est Folle, Box 19, Camila Akemi, Candê, Diwo, Fe-Lis, Heleve, Jardin, Jessica Andrade, LED, Libertees, Lucas Magalhães, Meniax, Miêtta, Moda Moon, Nouveau Jour, Not Equal, Nuu shoes, Tatiana Marques, Virgílio Couture e Virginia Barros mostraram suas criações onde a diversidade de estilos e de matérias-primas reforça o conceito de coleções cada vez mais atemporais e miscigenadas.

O clima, que traz um novo frescor para o Minas Trend, reflete a proposta do diretor criativo do evento, Ronaldo Fraga, e do gestor Rogério Lima, de estabelecer um contexto mais democrático e de valorização dos expoentes da nova geração da moda mineira, a quem cabe representar o DNA criativo do estado nas próximas décadas.“A passarela tem que ir até o povo”, defende Ronaldo Fraga. “Existia uma certa distância, mas agora isso ficou no passado. Temos que promover o diverso, o encontro das diferenças. Enquanto o Brasil não fizer isso, vamos continuar na idade média. Essa é a proposta que eu espero que o Minas Trend leve para a frente”, declarou Fraga, emocionado, ao final do evento.

Para Flávio Roscoe, presidente da FIEMG, a expectativa em relação a essa edição “é muito positiva, principalmente porque foram feitas várias mudanças no intuito de inovar e renovar o evento. Também esperamos que a economia esteja melhor e que isso provoque a reação e melhoria geral das vendas”, analisa.

O desfile oficial de abertura da 23ª edição do Minas Trend foi patrocinado pela SICOOB.

Galeria

Últimas notícias

  1. Uma segunda chance

    Leia

  2. Porto do Açu realiza evento para empresários em BH

    Leia

  3. SENAI CECOTEG vence prêmio de Qualidade Flexografia Nacional

    Leia

  4. Setor empresarial repudia aprovação em 1º turno de proposta de Novo Plano Diretor da capital

    Leia

  5. Pró-Ética está com inscrições abertas

    Leia

  6. Condomínio Sindical tem fornecedor contábil

    Leia

  7. Mais de 100 mil pessoas se manifestam contra Plano Diretor de BH

    Leia

  8. Orquestra de Câmara SESIMINAS do Barroco ao Século XXI

    Leia