Notícia

Representante de Minas: FIEMG faz homenagem a Guilherme Santana Lopes Gomes, novo diretor da ANM

Evento contou com a presença do presidente da FIEMG, Flávio Roscoe; da presidente da FINDES, Cristhine Samorini; além de sindicalistas e deputados

FIEMG/ Sebastião Jacinto Junior

A FIEMG concedeu uma homenagem ao novo diretor da Agência Nacional de Mineração (ANM), Guilherme Santana Lopes Gomes, na sede da instituição, em Belo Horizonte, na noite desta sexta-feira (22). Guilherme é servidor de carreira e foi nomeado para ocupar uma das cinco cadeiras da direção do órgão de regulação. Ele é o único representante de Minas Gerais na agência.

A solenidade foi conduzida pelo presidente da FIEMG, Flávio Roscoe, e contou com as presenças do vice-presidente da Regional Vale do Jequitinhonha da FIEMG, José Balbino Maia de Figueiredo; da presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (FINDES), Cristhine Samorini; além de presidentes de sindicatos da mineração e deputados estaduais e federais. Guilherme recebeu uma comenda da FIEMG e foi homenageado por Roscoe.

“Precisamos de pessoas dispostas a mudarem a realidade. Desde o início eu não tive dúvida de que Guilherme era a nossa melhor opção. Estamos felizes e ele já começa a fazer diferença no setor minerador. Os desafios são grandes e muitas vezes faltam pessoas com coragem para fazer o que tem que ser feito. Quando você muda algo, você incomoda. Contamos com a sua coragem para fazer o que é certo, que é o que você tem feito na sua caminhada”, declarou o presidente da FIEMG.

Lopes Gomes agradeceu as homenagens e afirmou que pretende trabalhar pela celeridade no setor de mineração. O novo diretor, que se formou em Engenharia de Minas pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), e tem atuação há 16 anos na ANM, defendeu a importância da regularização dos empreendimentos que estão irregulares ao invés de somente a punição. “Se tem algo que o setor da mineração pode contar comigo é a celeridade. O negócio é produzir mais. Quanto mais produzir, mais o país vai prosperar”, disse Guilherme.

A presidente da FINDES, Cristhine Samorini, que também apoiou a nomeação de Guilherme à cadeira na ANM, afirmou que a entrada do gestor irá trazer benefícios ao setor da mineração. “As palavras de coragem dele são de extrema importância principalmente para os estados de Minas e Espírito Santo, que sozinhos representam 92% da exportação no Brasil na atualidade. O caminho é, realmente, regularizar e não só punir”, disse. Cristhine também celebrou a parceria com a FIEMG, na pessoa de Roscoe. “É um super parceiro, que enfrenta e propõe as discussões na CNI (Confederação Nacional da Indústria)”.

“Nós queremos que você tenha uma boa gestão. Estaremos na retaguarda para fazer o que você precisar na mineração de Minas”, afirmou o presidente do Sindicato da Indústria Mineral do Estado de Minas Gerais (SINDIEXTRA), Luís Márcio Vianna. O 1º vice-presidente do Sindirochas Espírito Santo, Tales Machado, declarou que é uma alegria homenagear Guilherme. “Estamos na empreitada dele. É corajoso e o Brasil está ganhando com a entrada do Guilherme. As colocações dele sempre foram retas”, disse.

Últimas notícias

  1. FIEMG Jovem encerra ano com discussão sobre política e 'lobby'

    Leia

  2. Bolsonaro recebe propostas da indústria para a retomada do desenvolvimento e do emprego em 2022

    Leia

  3. Sindipan-JF faz tradicional Confraternização de Final de Ano

    Leia

  4. Descarbonização da indústria da mineração é tema de encontro com britânicos na FIEMG

    Leia

  5. Atividade industrial registra queda de 1,3% em outubro sobre setembro

    Leia

  6. Estrada Real: a história e a riqueza do Brasil passam por aqui

    Leia

  7. Movimentos que libertam a alma

    Leia

  8. Setor sucroenergético de Minas Gerais receberá R$ 6 bilhões em investimentos

    Leia