Notícia

Show Pirotécnico encantou Santo Antônio do Monte

Mais de 15 toneladas de fogos de artifício foram queimados em 20 pontos da cidade

A Associação Mineira dos Empresários da Pirotecnia (AME) e a Associação Brasileira de Pirotecnia (Assobrapi), em parceria com o Sindicato das Indústrias de Explosivos no Estado de Minas Gerais (SINDIEMG) e a FIEMG promoveram um espetáculo na noite de 21 de maio, em Santo Antônio do Monte. O projeto faz parte do Programa PROCOMPI que é resultado da parceria entre a CNI e o SEBRAE.

O céu da cidade foi tomado por um espetáculo de cores. Mais de 15 toneladas de fogos de artifícios foram queimados em 20 pontos estratégicos da cidade. O show foi realizado para gravação de vídeo institucional para promoção do Arranjo Produtivo Local (APL) Polo no Brasil e no exterior.

De acordo com o Presidente do SINDIEMG, Magnaldo Geraldo Filho, a ação, que contou também com a participação da população teve como objetivo unir o setor, que luta contra leis que proíbem a queima de fogos. “Além da beleza e encantamento, o show teve o propósito de fortalecer em cada um dos santoantonienses a empatia e o amor pelo patrimônio da região e a tradição de produzir estrelas”, afirmou.

Desde o último sábado (18) o SINDIEMG distribuiu fogos de artifício para quem quisesse fazer parte do momento. O setor que já gerou cerca de 7 mil empregos diretos, hoje tem 3 mil postos ocupados.

A região de Santo Antônio do Monte, no Centro-Oeste de Minas Gerais é o maior polo de fogos de artifícios do Brasil e o segundo maior produtor mundial, atrás somente da China. O polo de Pirotecnia Mineiro é formado por Santo Antônio do Monte, Lagoa da Prata, Moema, Japaraíba, Pedra do Indaiá e Itapecerica.

Segundo dados do SINDIEMG, o Polo é composto por 69 indústrias pirotécnicas e é responsável por cerca de 95% da produção dos fogos de artifício no Brasil. De acordo com o Presidente da FIEMG Regional Centro-Oeste, Paulo César Costa, os números comprovam a relevância do setor para a economia, não só da região, mas de todo país. “A Federação está ao lado do SINIEMG e da AME no fortalecimento do setor pirotécnicos, que tem grande importância na geração de emprego e renda para a região, além de contribuir com o desenvolvimento econômico de Mingas Gerais”, finalizou.

Atualmente, a produção do Polo de Santo Antônio do Monte e região é de, aproximadamente, 30 mil toneladas ao ano, com faturamento estimado em quase R$ 100 milhões de reais. O setor possui, ainda, significativa importância na geração de empregos. Em 2018, a região apresentou estabilidade nos postos de trabalho e gerou mais de 3 mil empregos diretos e cerca de 8 mil indiretos.

Matéria redigida com a contribuição da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Santo Antônio do Monte.

Fotos: Wagner Rodrigues

Últimas notícias

  1. Indústria pede esforço para redução de juro

    Leia

  2. Ensino de excelência internacional

    Leia

  3. Portaria altera autorização para trabalho aos domingos

    Leia

  4. Futuros negócios com a Eslováquia

    Leia

  5. Treinamento apresenta melhores práticas na gestão de estoques e inventário

    Leia

  6. Empresários mineiros continuam insatisfeitos

    Leia

  7. Abertas as inscrições para o curso Rotulagem de Cachaça e Aguardente de Cana

    Leia

  8. SESI firma acordo com o JF Vôlei para a formação das categorias de base do time

    Leia