Notícia

Sustentabilidade é pauta no encontro do FIEMG Jovem

Pauta econômica e Sicoob Credifiemg também foram abordados na reunião

O Conselho FIEMG Jovem se reuniu, na última terça-feira (23/2), quando os participantes puderam conhecer mais sobre as experiências da Construtora MRV na área de sustentabilidade e diversos casos de sucesso de outras empresas em todo o mundo. A pauta também contou com assuntos econômicos e acesso ao crédito, via Sicoob Credfiemg.

A MRV, uma das maiores construtoras do Brasil, já tem a sustentabilidade como um dos seus pilares desde a sua criação, mas segundo Rafael Lafetá, do Instituto MRV, nos últimos anos essa área vem crescendo muito mais. A organização desenvolve ações com foco em educação para jovens e adolescentes, contribuindo para uma sociedade mais justa, consciente e comprometida com a construção de um planeta sustentável para as gerações futuras. “A minha mensagem para vocês é que o jogo vale a pena. Temos a satisfação dos colaboradores com nosso programa e política de ESG, que a cada dia engaja mais pessoas. Já conseguimos mais de dois mil voluntários, todos colaboradores da nossa empresa. Não deixem de fazer algum tipo de trabalho sustentável, comecem com ações na vizinhança, com essa visão, vamos conseguir vencer essa guerra da desigualdade social”, contou Lafetá.

Rafael Tello, diretor da Watu Sustentabilidade e coordenador da Rede Desafio 2030 em Minas Gerais, falou sobre o papel da sustentabilidade no mercado de hoje. “Sabemos que a sustentabilidade pode ser muito positivo para os negócios. Mas o que fazer? Como nos inspirar?”, questionou Telo. O diretor da Watu falou sobre empresas que adaptaram o seu modelo de negócio para serem mais sustentáveis e também citou algumas que já nasceram com esse propósito, como a americana Tesla e a brasileira Natura. “Esse modelo que foi desenvolvido por essas empresas percebe que são nos maiores desafios que estão as maiores oportunidades do mundo. Trago aqui a reflexão para a necessidade de agir, isso é muito importante. Quero oferecer a vocês algumas inspirações e que vocês possam transformar em ações em suas empresas”.

Economia
“Vamos ter um overview da área econômica, que a partir de hoje será constante no nosso grupo. Vamos também ter acesso a informações sobre a cooperativa de crédito da FIEMG, a Credfiemg. É sempre importante conhecer mais sobre a o que a Federação pode nos oferecer”, contou o presidente do colegiado, Humberto Noronha.

O analista da Gerência de Economia da FIEMG, Izak Silva, apresentou um panorama do ano de 2020 com os principais impactos na economia resultantes da pandemia do novo coronavírus e também falou sobre previsões para o ano de 2021. Pontos relevantes como a desvalorização cambial, inflação acumulada e deterioração das contas públicas foram apontas por Silva como alguns motivos para os impactos negativos. “Para 2021, a FIEMG traz uma perspectiva otimista de recuperação do PIB de 3,9% em Minas”.

Com 14 anos de atuação, a Sicoob Credifiemg foi apresentada pelo superintendente de Finanças da FIEMG, Ricardo Salera. “Hoje a Credfiemg faz tudo que qualquer banco faz. O objetivo é oferecer as melhores condições, melhor taxa para quem precisa aplicar e a menor para quem precisa captar”, contou Salera.

Temas como a criação de um grupo de estudos sobre o tema das holdings patrimoniais, pelo empresário Breno Maia, e a apresentação da AwiService, por Keuller Boy, completaram a pauta da reunião.

Últimas notícias

  1. Calendário da indústria 2022

    Leia

  2. Quer educação de qualidade? Então, venha para o SESI!

    Leia

  3. EP. 66 - Saúde mental: está mesmo tudo bem?

    Leia

  4. Compre Bem Virtual FIEMG busca fornecedores para a líder mundial do setor de codificação e impressão

    Leia

  5. Pedido de recursos federais para reparação de cidades atingidas por chuvas será feito com apoio da FIEMG

    Leia

  6. Sistema FIEMG capacita empregados para apoiar os municípios atingidos pelas chuvas

    Leia

  7. FIEMG propõe a Zema isenção de tarifas de água, esgoto e energia elétrica a atingidos por enchentes

    Leia

  8. Indústrias farmacêuticas geram oportunidades de emprego e querem mais profissionais qualificados para o segmento

    Leia