Notícia

Confiança do empresário industrial retoma crescimento após período eleitoral

Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) alcançou maior patamar desde setembro de 2010

A confiança do empresariado mineiro aumentou expressivos 12,4 pontos frente a outubro, marcando 63,3 pontos em novembro, é o que aponta o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), divulgado nesta quinta-feira, 22/11, pela FIEMG. A diminuição das incertezas políticas, após as eleições, e as expectativas de mudanças na condução da política econômica pelo novo governo federal e estadual foram responsáveis pela consolidação da confiança dos empresários da indústria.

O índice atingiu o maior nível desde setembro de 2010 (63,7 pontos) e foi muito superior à sua média histórica (51,7 pontos). O ICEI nacional cresceu 9,5 pontos entre outubro (53,7 pontos) e novembro (63,2 pontos), e também foi o mais elevado desde setembro de 2010 (63,3 pontos).

O ICEI é resultado da ponderação dos índices de condições atuais e de expectativas, que variam de 0 a 100 pontos. Valores inferiores a 50 pontos indicam percepção de situação atual pior e expectativa negativa para os próximos seis meses, respectivamente.

O indicador de condições atuais cresceu 9,4 pontos, saindo de 43,1 pontos em outubro para 52,5 pontos em novembro. O índice voltou a ficar acima de 50 pontos após sete meses abaixo desse valor, o que significa que os empresários perceberam melhora das condições atuais de negócio. Com o resultado, o índice voltou ao patamar de janeiro, período que precedeu as frustrações com o ritmo da recuperação da atividade econômica em 2018.

O componente de expectativas dos empresários para os próximos seis meses atingiu 69,1 pontos em novembro, crescimento de 14,7 pontos frente a outubro (54,4 pontos), exercendo a principal influência positiva no ICEI. O indicador alcançou o maior nível em oito anos e meio e ficou muito acima da média histórica (55,5 pontos). O resultado das eleições impulsionou o índice, com a vitória dos candidatos – nos âmbitos nacional e estadual – com agendas de reformas necessárias à retomada do crescimento econômico. As expectativas positivas alcançaram os empresários de todos os portes de empresas.

O presidente do Sistema FIEMG, Flávio Roscoe, comentou que a esperança do setor industrial é que os indicativos de aumento de confiança sinalizados pelo ICEI sejam revertidos em investimentos no país e em Minas Gerais.

“O que a gente espera é que o índice de confiança se reverta em investimento, que se reverte em desenvolvimento econômico, o que vai acabar melhorando a arrecadação. No atual cenário crítico do Estado, temos duas vertentes: uma é reduzir as despesas, o que tende a melhorar inclusive o ambiente de negócios.  Uma entendido o recado de que estamos caminhando na direção correta, há novamente o aumento no investimento, o que mitiga a necessita de cortes abruptos. O crescimento é fundamental nesse processo, pois quanto mais rápido a economia crescer, menos 'ajustes duros' terão de ser feitos”, apontou o líder empresarial.

Confira a pesquisa na íntegra

Últimas notícias

  1. SINDIJOIAS realiza o curso Aperfeiçoamento Profissional Soldagem em Bijuterias

    Leia

  2. Áreas e produtos do Sistema FIEMG são temas de encontro

    Leia

  3. Grupo Dimep e Modulus One apresentam soluções de gestão

    Leia

  4. Conselho de Infraestrutura propõe projetos para alavancar economia mineira

    Leia

  5. Indústria mineira vê como positiva proposta de “Nova Previdência”

    Leia

  6. Inscrições para o SESI Música são prorrogadas

    Leia

  7. IEL promove capacitação para conselheiros

    Leia

  8. Confiança do empresário marca 63,5 pontos em fevereiro

    Leia