Notícias

Cidade de Araguari vai ganhar novas instalações da CEMIG para melhor distribuição de energia na região

Ampliações estão previstas entre os anos de 2023 e 2027

A classe produtiva do município de Araguari tem se manifestado da necessidade de ampliação das instalações da CEMIG na região, em especial no que se refere a qualidade da energia fornecida. Após diversos posicionamentos e reuniões entre o empresariado araguarino e representantes da CEMIG, uma proposta técnica detalhada foi apresentada pela Companhia para os próximos 5 anos.

 O analista de mercado de energia da FIEMG, Sérgio Pataca, destacou o evento “Lado a Lado” realizado pela CEMIG em parceria com a FIEMG (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais)  no primeiro semestre deste ano em todas as Regionais da FIEMG  como uma oportunidade que auxiliou no desenvolvimento das tratativas: “O ‘Lado a lado’ realizado em março na FIEMG Regional Vale do Paranaíba foi uma grande oportunidade de diálogo entre a CEMIG e os representantes da indústria não somente de Araguari mas de Uberlândia e região; e a partir dele, uma série de demandas trazidas pelos empresários começaram a receber tratativas, e as necessidades de Araguari, receberam este retorno oficial da CEMIG que vai beneficiar diretamente a indústria local.”

Segundo dados oficiais da CEMIG, atualmente o município conta com uma subestação 138-13,8 kV com 60 MVA de capacidade máxima instalada e carregamento verificado de 48 MVA e disponibilidade para aproximadamente 6 anos de crescimento; a proposta de ampliação é a seguinte:

  • 2023: Nova subestação 345/138 kV Uberlândia 10 (R$ 17 milhões parte Cemig D, beneficiando toda a região do Triângulo Mineiro)
  • 2023/2027: Nova subestação 138-13,8 kV Araguari 4 - 2x25 MVA (Programa Mais Energia) R$ 80 milhões – Energização estimada: 2025 2023/2027: Conversão de 52 km de redes mono p/ trifásicas (Programa Minas Trifásico) R$ 2,9 milhões - Em projeto

O diretor da FIEMG Regional Vale do Paranaíba, Mauro Cunha, que acompanhou participou das manifestações da classe produtiva em prol das ampliações, destacou que as propostas de mudança pontuadas pela CEMIG serão de grande importância não somente para a setor industrial mas para a sociedade como um todo. “Nós estamos há alguns anos pleiteando as ampliações da CEMIG em Araguari para a melhor distribuição e qualidade de energia oferecida em nossa região; o retorno desta solicitação é uma vitória que a médio e longo prazo vai nutrir cada vez mais o desenvolvimento econômico de Araguari.”

O presidente do CDL Araguari, Pedro Luiz, participou da reunião presencial em Belo Horizonte juntamente com o presidente da ACIA (Assoc. Comercial de Industral de Araguari), Leonardo de Melo, com a diretoria da CEMIG e com o deputado Raul Belém, para finalização das tratativas em relação a proposta apresentada pela CEMIG: "Nós estivemos em Belo Horizonte para reforçar a solicitação da classe produtiva sobre a necessidade de mudanças do atendimento a CEMIG em Araguari, pontuamos também que é preciso que o próprio prédio de atendimento da CEMIG em Araguari tenha melhorias e aos poucos estamos sendo atendidos."

Conheça o panorama atual do Conjunto Elétrico Araguari 2

A região de Araguari é atendida pelo conjunto elétrico Araguari 2, que possui 3.385km de rede e atende 55 mil clientes. O resultado ano móvel do conjunto (8,3hs), está 8% abaixo do limite regulatório (9,0hs) para DEC. O resultado ano móvel do FEC (4,5 interrupções) está 25% abaixo do limite regulatório (6,0 interrupções). Os resultados de DEC e FEC ficaram abaixo dos limites regulatórios nos últimos 5 anos.