Notícias

Conselho de Representantes discute temas importantes para o futuro do setor industrial

Quadro atual após Reforma Trabalhista e ações do Sistema FIEMG estiveram em foco

Os presidentes dos Sindicatos empresariais da indústria mineira se reuniram na FIEMG, no dia 29/11, em assembleia geral do Conselho de Representantes da entidade. Em pauta, temas importantes para a entidade, como o cenário sindical pós-reforma trabalhista, projetos para o desenvolvimento da indústria mineira como o FIEMG Coin e FIEMG Competitiva, além da atuação da cooperativa de crédito da Federação, a Credifiemg.

Para a especialista Daniele Capobianco, o cenário sindical pós-reforma trabalhista trouxe um paradigma para as entidades sindicais. Segundo ela, a mudança da lei tende a gerar um fortalecimento dos sindicatos e a valorização da negociação coletiva. Por outro lado, também traz desafios como a redução abrupta de arrecadação e a instituição da contribuição sindical facultativa.

“Temos um contexto dúbio para os sindicatos. Se por um prisma, há a tendência da perda de receita, outro prisma mostra que é urgente a necessidade de se ampliar o associativismo e o desafio de se capturar oportunidades para as empresas e sindicatos. Além disso, a mudança praticamente obriga a uma revisão das estruturas sindicais, além de uma maior atenção ao fato da ameaça do acordo coletivo sobre a convenção. No atual quadro, é urgente que os sindicatos entreguem resultados de qualidade para seus associados”, ressaltou Daniele Capobianco.

FIEMG Competitiva

Durante a reunião, o presidente do Sistema FIEMG, Flávio Roscoe, anunciou a reestruturação do Programa de Competitividade Industrial Regional (PCIR), que a partir de agora passa a ser chamado de FIEMG Competitiva.

O programa é uma iniciativa de planejamento proposto pela Federação que, inicialmente, era voltado ao desenvolvimento das 12 regiões de Minas Gerais e abarcava 21 setores da economia do estado. Com a alteração de escopo a ação foi expandida e passou a atender todos os sindicatos da FIEMG em quatro áreas, como Mão de Obra e RH, Tecnologia e Inovação, Exigências Regulatórias e Sustentabilidade e Mercado e Produto.

“Nosso intuito é o de integrar ainda mais a atuação da Federação e de nossos programas com os sindicatos. Além de tornar mais dinâmico o processo de planejamento e desenvolvimento industrial no estado,” garantiu o presidente da FIEMG, Flávio Roscoe.

FIEMG Coin

Outro tema debatido durante a assembleia geral do sindicatos patronais da indústria mineira foi o FIEMG Coin, unidade de valor usada nas contratações de produtos e serviços do Sistema FIEMG pelos sindicatos.

Todos os produtos e serviços do Sistema FIEMG oferecidos aos sindicatos são valorados na nova unidade, a partir de uma análise dos custos de cada um deles em reais. A criação da moeda virtual permite aos sindicatos, de forma prática, perceber o valor do que é produzido pelo Sistema FIEMG para a defesa dos interesses da indústria mineira e de suas entidades representativas.

A proposta é que todos os sindicatos empresariais da indústria mineira recebam uma quantidade pré-determinada de FIEMG COINs para que possam contratar os diversos produtos e serviços que o Sistema FIEMG oferece.

“A criação do FIEMG COIN tem o foco de mapear tudo o que é oferecido pelo Sistema FIEMG e sindicatos para seus associados por meio dessa  unidade de valor. Com isso, será mais fácil de se mensurar e apontar para nossos associados todos os serviços intangíveis oferecidos pela FIEMG, assim como melhorar gargalos e prever oportunidades para a indústria mineira,” comentou o presidente da entidade Flávio Roscoe.

Credifiemg

Empresários e indústrias mineiras tem à disposição uma excelente ferramenta para aumentar sua competitividade e acesso ao crédito, a Credifiemg. Criada para oferecer melhores soluções financeiras e bancárias para o setor industrial, a cooperativa reúne cerca de 4 mil associados, que contam com taxas e tarifas diferenciadas em relação ao restante do mercado. A instituição financeira foi tema de um dos painéis do Conselho de Representantes.

Para o presidente do Sistema FIEMG, Flávio Roscoe, a instituição financeira é uma iniciativa que possui um mix de produtos adequados aos industriais. “A instituição é uma forte fonte de recursos para os sindicatos, com as menores taxas e juros”, enfatizou

Todas as operações e serviços que hoje são oferecidos pelas instituições financeiras, são disponibilizadas também, pela Credifiemg.  A instituição tem como foco atender às indústrias e empresários mineiros. Porém, também é uma das poucas com livre admissão de membros na Região Metropolitana de Belo Horizonte e a única com permissão de atendimento em todo o estado para pessoas físicas e jurídicas vinculadas ao Sistema FIEMG em todo o estado. Para ser admitido na cooperativa é necessário adquirir cotas, que possuem valores mínimos para PJ e PF de R$ 1000 e 100 reais, respectivamente.

Ainda durante o encontro também foram discutidos outros temas como a proposta do Clube de Vantagens FIEMG e as ações do Odontoindústria.

Saiba mais:

Conhecer a fundo o Sistema FIEMG é oportunidade para desenvolver a indústria mineira 

Galeria

Últimas notícias

  1. Indústria mineira vê como positiva proposta de “Nova Previdência”

    Leia

  2. Gestão 4.0 é tema do Café Empresarial deste mês

    Leia

  3. Liderança para chão de fábrica é tema de capacitação em Valadares

    Leia

  4. CIEMG alerta sobre o cronograma do e-Social

    Leia

  5. FIEMG completa 86 anos de atuação

    Leia

  6. Revolução Tecnológica e Inovação

    Leia

  7. Mais benefícios para o seu dia-a-dia

    Leia

  8. Transparência e Justiça nas questões tributárias em Contagem

    Leia