Notícias

Fábio Sacioto é o novo presidente do CIEMG

Cerimônia de posse foi realizada, on-line, dia 15/06, na sede da FIEMG

“É com orgulho e otimismo que assumo o desafio dado”, afirmou Fábio Sacioto, ao ser empossado presidente do CIEMG na cerimônia realizada, on-line, dia 15/06, na sede da FIEMG. “O CIEMG continuará parceiro dos empresários, sejam eles industriais ou dos setores de serviço e comércio. Continuaremos a levar a expertise da entidade na defesa dos interesses do setor produtivo e na formação de pessoas, não apenas para a Região Metropolitana de Belo Horizonte, como também para todo o estado”, pontuou Sacioto. 

O novo presidente do CIEMG cumprimentou Cássio Braga, que deixou a gestão da instituição, ressaltando que, mesmo diante da crise causada pela Covid-19, Braga deixou a instituição financeiramente estável. “Isso é reflexo da gestão de Cássio e também, de Flávio Roscoe à frente da FIEMG”, ponderou Sacioto.

Sacioto é bacharel Administração pela PUC, bacharel em Direito pela Escola Dom Helder, tem MBA em Finanças pela Ibmec Business School e Master of Business Innovation - MBI Advanced Manufacturing pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). O gestor, que também é diretor executivo da Indústria de Autopeças Proma Brasil Automotiva e diretor Regional do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), possui vasta experiência na elaboração de planejamento estratégico do início à execução, definição de oportunidades de investimentos e condução de projetos estratégicos para a introdução de novos modelos de negócio e novos produtos no país.

Flávio Roscoe, presidente da FIEMG, prestigiou o evento de posse. “Tenho muito orgulho do trabalho feito na gestão anterior do CIEMG e Sacioto pega um cenário melhor e o caminho pavimentado”, afirmou Flávio Roscoe, lembrando que quando Cássio Braga assumiu o CIEMG em 2018, enfrentou uma série de problemas, como a greve dos caminhoneiros e mudanças político-partidárias. “Mas felizmente estamos em um governo pró-ambiente de negócios”, ressaltou.

fl-vio.PNG

O líder empresarial ainda pontuou que o CIEMG pode ser um local para o desenvolvimento coletivo. “Junto somos mais fortes e podemos mais. Todo processo de transformação é lento e estamos sensibilizando a sociedade para a mudança de mentalidade quanto ao associativismo. Para o empresário, as entidades de classe são as representações do valor local e, no pós-crise, é possível que ocorra a valorização dos estados e do próprio país. “As localidades também serão valorizadas e o CIEMG será uma peça essencial para o fortalecimento setor produtivo de Contagem”, afirmou. 

Passagem de bastão - “A minha sucessão no CIEMG é uma passagem de bastão para o Fábio Sacioto, que é um membro da gestão Pró-Indústria, liderada por Flávio Roscoe na FIEMG, e totalmente alinhado com os nossos objetivos”, afirmou Cássio Braga, que esteve a frente da instituição de 2018 a 2020. O empresário conta que a decisão de deixar a gestão do CIEMG foi de caráter pessoal e que optou em presidir a instituição por dois anos, em vez de cumprir os quatro anos que preceitua o estatuto.“Preciso me dedicar os negócios de minha empresa”, ressaltou Braga, que é sócio-diretor da Tropeira Alimentos. 

Braga conta que, durante seu período no CIEMG, procurou buscar a estabilidade financeira da instituição. Para isso foram feitas algumas readequações e adaptação de custos e receitas. “O CIEMG saiu do déficit do início de meu mandato para superavit no final de 2019. O empresário explica que o impacto causado pela Covid-19 foi contornado com a suspensão temporária de alguns contratos de trabalho e também pela oferta de cursos on-line. “A entidade está equilibrada financeiramente e os cursos/treinamento, que são uma de suas principais fonte de renda, na versão on-line está tento uma boa aplicabilidade”, desse Braga.

C-SSIO01.PNG

Sobre sua gestão, o sócio-diretor da Tropeira Alimentos ainda destaca o trabalho realizado na área de defesa de interesses das bases municipais de Belo Horizonte, Betim e Contagem. “Em Contagem foi realizado um expressivo trabalho para conter alguns dos impedimentos para o ambiente de negócios local. Um exemplo foi a aprovação, com contribuição do CIEMG, do Projeto de Lei Complementar que trata do Parcelamento, Ocupação e Uso do Solo de Contagem”, exemplificou Braga. Segundo ele, a nova legislação pode ser considerado um avanço para a cidade, ao garantir menos burocracia e facilitar o crescimento e desenvolvimento das empresas, atraindo mais investimentos para a região. 

CIEMG - Localizado no município de Contagem e com atuação em todo o estado, o CIEMG trabalha na defesa dos interesses da indústria mineira e de suas cadeias produtivas. O principal foco da instituição é o fortalecimento do associativismo e da representatividade empresarial. Além disso, promove a capacitação empresarial e a geração de novos negócios e oportunidades para as empresas associadas em todo estado. 

A nova gestão do CIEMG é composta por Fábio Sacioto, presidente, Ricardo Aluísio Machado Maia, 1º vice-presidente e Giana Marcellini.

Últimas notícias

  1. FIEMG se une a empresas e mobiliza recursos para desenvolvimento de vacina contra a Covid-19

    Leia

  2. Avanços do Plano de Gestão 2020-2022 do CIEMG

    Leia

  3. CIEMG participa de blitz educativa para combater à Covid-19

    Leia

  4. FIEMG lança Portal de Compras da Indústria

    Leia

  5. Responsabilidade social empresarial em foco no CIEMG

    Leia

  6. Prefeitura de Contagem abriu inscrições para o Selo de Integridade de Contagem - edição 2020

    Leia

  7. Desafios da nova gestão

    Leia

  8. Dia da Indústria é celebrado pela FIEMG

    Leia