Notícias

Café Empresarial: o cérebro no centro das decisões

É preciso cuidado com as armadilhas na hora da decisão

Muito além do que imaginamos, a vida é feita de decisões, o tempo todo, sejam elas conscientes ou inconscientes, todas originadas no cérebro. O assunto foi tema do Café Empresarial de abril, realizado no CIEMG no dia 26.

“O que eu decido, me define”, afirmou a palestrante Patrícia Quaresma, psicóloga, especialista em terapia clínica. O estilo de cada um é construído ao longo da vida, a partir de três grandes estruturas: “se sou amado, se sou adequado, se sou capaz”, explica. A combinação desses fatores reflete a história de cada um e define as escolhas ao longo da vida, destacou Patrícia.

As escolhas, por sua vez, podem ser de vários tipos como comportamentais: se a pessoa é mais interativa, otimista, solidária; ou relacionais, com a família e amigos, ou ainda, espirituais, se o indivíduo cultiva alguma crença ou tem fé em algo superior.

O espaço da decisão está sempre entre um estímulo que provoca a reação ou uma ameaça, explicou a especialista sobre os valores que direcionam a decisão. Cada escolha tem um valor instrumental, baseado nas necessidades pessoais, de utilidade ou sobrevivência.  Outro valor é o indicativo, que são as referências sobre o modo de vestir, de se comunicar, por exemplo.

A psicóloga lembrou que há sempre o momento em que cada um pode escolher se fica no passado, culpando os pais sobre sua criação, por exemplo, ou se muda o rumo e decide sobre o que colocaria ou retiraria da “vitrine da própria vida”.  

Mas é preciso estar atento ao perigo das muitas armadilhas na hora de tomar decisões. Elas podem ser circunstanciais, dependendo do momento, podem ser a outra pessoa, como a esposa ou o sócio, ou ainda, mais perigosas, as crenças negativas, ao se julgar incapaz.

“Todos nós somos invadidos por crenças negativas, o tempo todo”, disse. "Mas crença não significa verdade absoluta e a diferença está no modo como se decide que rumo tomar, a partir da voz interna que insiste sobre a nossa incapacidade”, concluiu a palestrante.

 

Últimas notícias

  1. Sul-africanos querem mudar o saldo comercial com Minas Gerais

    Leia

  2. Aprovado Projeto de Lei de Reinstituição dos Benefícios para a indústria

    Leia

  3. Indústria sensibiliza Governo Federal sobre rotulagem de alimentos

    Leia

  4. Empresariado mineiro discute propostas com pré-candidato à presidência Geraldo Alckmin

    Leia

  5. Nova diretoria do CIEMG toma posse

    Leia

  6. Novo conceito de vendas corporativas em pauta no Café Empresarial

    Leia

  7. Indústria quer mais competitividade para Contagem

    Leia

  8. Indústria consegue na Justiça estender consulta sobre rotulagem na Anvisa

    Leia