Notícias

Educação financeira é tema de palestra promovida pelo CIEMG/COEP Contagem e ESPRO

"Até para sonhar é preciso ter controle financeiro sobre o dinheiro", diz palestrante

O controle financeiro é essencial, não importa quanto dinheiro você tenha, seja muito ou pouco, destacou Diogo Dias Gonçalves, em palestra para mais de 100 jovens, promovida pelo COEP Contagem e a ESPRO – Associação de Ensino Social Profissional, de Contagem e realizada no CIEMG. 

"Com pouco ou muito dinheiro, o mais importante é saber administrar. Percebo que, em qualquer caso, a grande questão é a falta de controle financeiro mesmo", alertou o palestrante. "Orçamento é bom fazer, mas não adianta lançar o que já aconteceu. O mais importante é prever o que irá acontecer, justamente para criar os planos futuros", disse o especialista em Business Finance, Finanças Pessoais e também criado do blog “Diogo e sua grana” em sua palestra sobre educação financeira ao grupo do Programa Jovem Aprendiz.

"Até para sonhar é preciso ter o dinheiro bem administrado. Ficamos na idealização e sequer sabemos como sonhar. Sonhar é anotar o seu sonho, colocar o valor do seu sonho, financeiramente falando, quanto custa e planejar o que é preciso fazer para realizá-lo", afirma.  

 

APRENDIZADO

O paletrante acredita que o mostrar o jovem o caminho e a ferramenta, eles conseguem mudar os hábitos e adotar novoas comportamentos  que os levarão a melhores patamares financeiros e também educacionais. Para ele, os jovens saíram da palestra sabendo os caminhos e como construir um futuro diferente. "Eles entenderam isso aqui hoje”,  ressaltou. 

“Abriu meus olhos, aprendi que você não pode deixar o dinheiro te dominar e sim você ter o controle”, disse Wanderley Antônio de Souza Silva, 20 anos, Jovem Aprendiz ESPRO, na empresa Daycopowe. Ele vê a educação financeira como um bom caminho para definir qual é o seu objetivo, hoje, e o que fazer  para conquistar o que quer.

Menos de 4% dos brasileiros pensam na aposentadoria e mais de 60% da população brasileira é endividada e a expectativa é que esses jovens reduzam esse quadro, que façam mudanças de vida e que, no futuro representem 60% a 80% de não endividados. "É o que a gente quer para o nosso Brasil”, afirmou Diogo Gonçalves.  

 

Últimas notícias

  1. Coordenadores sindicais se reúnem na FIEMG

    Leia

  2. Minas Gerais quer ampliar negócios com sul-africanos

    Leia

  3. Aprovado Projeto de Lei de Reinstituição dos Benefícios para a indústria

    Leia

  4. Indústria sensibiliza Governo Federal sobre rotulagem de alimentos

    Leia

  5. Empresariado mineiro discute propostas com pré-candidato à presidência Geraldo Alckmin

    Leia

  6. Nova diretoria do CIEMG toma posse

    Leia

  7. Novo conceito de vendas corporativas em pauta no Café Empresarial

    Leia

  8. Indústria quer mais competitividade para Contagem

    Leia