Notícias

Mais eficiência para a construção civil

Centro de Pesquisa e Desenvolvimento MRV, localizado no CIT SENAI, fomenta novas tecnologias e processos para o setor

Os presidentes da MRV, Rafael Menin e Eduardo Fischer, e o diretor-regional do SENAI-MG, Christiano Leal, visitaram nesta terça-feira, dia 26/01, o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento MRV, localizado no Centro de Inovação e Tecnologia (CIT) SENAI, em Belo Horizonte.

A iniciativa, inédita para uma construtora, fomenta a aplicação de tecnologias, novos processos e métodos construtivos, desenvolvimentos e testes de materiais, com o intuito de entregar ao consumidor um produto que tenha cada vez mais qualidade e tecnologia.

Rafael Menin visitou, pela primeira vez, os protótipos construtivos da MRV no CIT SENAI. Ele destaca que a empresa é líder na América Latina em construção civil, produzindo cerca de 50 mil apartamentos por ano. "Temos investido fortemente na industrialização para buscarmos uma construção mais eficiente e sustentável", ressalta.

De acordo com Menin, o setor da construção representa hoje 5% do PIB mundial e é um dos que menos evoluiu no país nos últimos anos na aplicação de novas tecnologias. "Uma indústria desse peso tem que passar por um processo de transformação nos próximos anos e a MRV quer liderar esse processo, dada a sua escala e a nossa mentalidade de ter um produto cada vez mais eficiente e com qualidade", diz.

Segundo o diretor-regional do SENAI-MG, Christiano Leal, essa parceria já é um "namoro antigo", que começou no fim de 2019 e se concretizou no meio do ano passado. "Ela complementa toda uma cadeia que trabalhamos no CIT SENAI ligada à construção civil", pontua. Leal ressalta que o CIT é capaz de trabalhar em conjunto a indústria para desenvolver projetos que vão trazer melhorias econômicas, ambientais e técnicas para a área da construção civil.

Sobre MRV
Ao completar 40 anos, a MRV acumula um histórico robusto de inovações para proporcionar experiências diferenciadas para seus clientes, se posicionando na vanguarda da indústria nacional. A empresa é a primeira Construtech de grande porte do mercado brasileiro. O processo de transformação digital da MRV vem consolidando a companhia na chamada indústria 4.0. Com foco principal no cliente, todo o investimento em inovação tem como finalidade proporcionar uma experiência diferenciada para esse público que conta com uma base de mais de 400 mil famílias. A MRV é profunda conhecedora de seus consumidores, seus hábitos de consumo e a saúde financeira deles. Com foco na evolução constante de seus processos, a MRV é a primeira empresa de seu setor a desenvolver e colocar em funcionamento uma plataforma de vendas que possibilita seus clientes realizarem todo o processo de compra de um imóvel digitalmente.

CIT SENAI
A unidade SENAI é composta por um conjunto de Institutos de Inovação e Institutos de Tecnologia focados na competitividade industrial. Na prática, é um motor científico de classe mundial. Criado em 2011 a partir do Centro Tecnológico de Minas Gerais (CETEC), uma fundação pública estadual, o CIT SENAI herda o histórico de desenvolvimento de pesquisa voltada à indústria. O Centro também nasce com o desafio de ampliar o atendimento industrial tanto em Minas quanto no Brasil e assume o compromisso de desenvolver a inovação e tecnologia de ponta em parceria com universidades e outros centros de pesquisa nacionais e internacionais.

Galeria

Últimas notícias

  1. Rota 2030 e CIT SENAI são temas de reunião

    Leia

  2. É possível fazer delícias com farinha de malte? Sim!

    Leia

  3. Hospitais mineiros ganham fôlego com ação da indústria

    Leia

  4. Mining Hub de Inovação para a Indústria divulga resultado com startups selecionadas

    Leia

  5. FIEMG mobiliza empresários para doação e empréstimo de cilindros para oxigênio

    Leia

  6. FIEMG doa mais respiradores para montagem de novos leitos de UTI

    Leia

  7. CIT SENAI recebe representantes da Copasa

    Leia

  8. Nove em cada 10 brasileiros afirmam que ter uma indústria forte deve ser prioridade para o país, mostra pesquisa da CNI

    Leia