Notícias

Inovação industrial é pauta de encontro do FIEMG Jovem

Reunião virtual contou com a participação do SENAI e da Stellantis

A evolução da indústria, do seu surgimento até à quarta revolução, foi a pauta do encontro dos empresários membros do Conselho do FIEMG Jovem, que se reuniram na terça-feira (4/5). O presidente do colegiado, Humberto Noronha, contou que o tema vai ser discutido neste novo ciclo de estudos do grupo.

“A indústria 4.0 é uma decisão estratégica da liderança da empresa e que não depende apenas de um investimento muito robusto. Temos ótimos exemplos de sensores e softwares que podem estar acoplados à produção, em maquinários, que evitam desperdício e a parada de máquinas, aumentando a produtividade, que é um dos pilares das indústrias 4.0”, contextualizou Noronha. O empresário reforçou ainda que a FIEMG se coloca na vanguarda nacional quando o assunto é a quarta fase da indústria. “Além de tudo, a gente pode perceber que a FIEMG está muito avançada neste assunto, são várias oportunidades com o FIEMG Competitiva e com o SENAI”.

A prontidão para o futuro da produção foi a abordagem inicial do gerente de Tecnologia e Educação para a Indústria do SENAI, Ricardo Aloysio e Silva, que falou sobre a produtividade industrial e o surgimento do termo da indústria 4.0. “A indústria 4.0 nos faz pensar na disponibilidade para o futuro e neste caso, estamos falando necessariamente de aumento de produtividade. Se não tiver esta pegada, estamos nos referindo simplesmente ao uso da tecnologia”. Segundo Silva, dois fatores impactam diretamente neste ponto: “um é o capital humano e o outro é a inovação. Temos que trabalhar esses dois pilares para aumentarmos a produtividade. Aí teremos uma boa oportunidade para alavancar o nosso desenvolvimento”.

Silva explicou ainda que as simulações, integração de sistemas e máquinas, a internet das coisas, a cybersegurança, a computação em nuvem, impressão 3D, a realidade aumentada, Big Data Analytics e robôs colaborativos são tecnologias habilitadoras dentro do conceito da indústria 4.0.

Transformação digital na indústria

Rutson Aquino, coordenador de Inovação Industrial na Stellantis Latam, novo nome do grupo FCA (Fiat Chrysler Automobiles), falou sobre as aplicações indústria 4.0 e da tecnologia na prática da empresa. “Criamos estruturas de transformação digital, temos iniciativas que vão desde novos negócios, carros e cidades conectadas, atendimento ao cliente e, especialmente, a manufatura digital, que utiliza as tecnologias para melhorar a eficiência dos processos produtivos para aumentar as margens e sermos mais competitivos”, disse.

Aquino destacou que a todos os avanços tecnológicos são importantes e chamou a atenção para a necessidade de ter um ambiente preparado. “Não tem como trazer tecnologia, automatizar, trazer inteligência em algo que não está organizado. Primeiro eliminar desperdícios, colocar padrões, para que consiga ter de fato informações necessárias para trabalhar com a indústria 4.0”.

Ele pontuou ainda que a indústria 4.0 é apenas uma ferramenta e que as pessoas são fundamentais para o sucesso do negócio. “Nós ficamos empolgados em aplicar a tecnologia, mas uma das coisas que entendemos que se trata, sobretudo, de pessoas. Elas precisam entender quais dados são importantes, o tipo de análise, o que é preciso colocar em prática para que tenha uma resposta positiva e consigamos sair a frente no mercado. A tecnologia é ferramenta, um conjunto que vai ajudar as pessoas a evoluírem e dar um passo à frente”, reforçou Aquino. 

Ainda no dia 4 de maio, a diretoria do Conselho FIEMG Jovem se reuniu com o presidente da FIEMG, Flávio Roscoe, onde puderam discutir sobre o trabalho dos empresários e ainda as perspectivas para a formação das novas lideranças.

Últimas notícias

  1. Cemig prevê investimento de R$ 15,4 bilhões nos próximos seis anos

    Leia

  2. Inspeção veicular em pauta

    Leia

  3. FIEMG Jovem recebe Flávio Roscoe em conversa sobre rumos de Minas e do país

    Leia

  4. Tributos e Encargos do Setor Elétrico Brasileiro

    Leia

  5. Flávio Roscoe e Marcos Cintra debatem possibilidades para reforma tributária

    Leia

  6. SESI-MG e CBTU levam mais afeto e carinho para os corações de BH

    Leia

  7. Instituições se unem em campanha de prevenção e combate aos incêndios florestais

    Leia

  8. SESI-MG apresenta artigo em Congresso Internacional de Ergonomia no Canadá

    Leia