Notícias

Começa fase presencial do Conexão Mundo

Programa do SESI e SENAI ensina inglês nas redes sociais e oferece viagem aos EUA

O Coral e a Orquestra de Câmara Sesiminas abriram, com músicas brasileiras e inglesas, a segunda etapa do Programa Conexão Mundo em Minas Gerais, na tarde do dia 16/06, na unidade SESI Alvimar Carneiro de Rezende, em Contagem. Os tutores americanos foram recebidos pelos 185 estudantes do SESI e do SENAI para o contato direto com a língua inglesa e a cultura americana. Durante um mês, os profissionais darão quatro horas diárias de aula para os jovens que já vinham sendo preparados a distância, com a utilização de mídias como o Facebook, o hangout do Google e o TopNotch (plataforma online de ensino da língua).


Criado pelo SESI e pelo SENAI, em parceria com a organização não governamental US-Brasil Connect, o Conexão Mundo ensina inglês com um método diferente e atrativo para os jovens. O curso, de cinco meses, é dividido em três etapas. Na primeira, os alunos participam das aulas virtuais. Nas aulas e atividades a distância, os alunos brasileiros interagem pela internet com monitores americanos. Cada monitor é responsável por uma turma de 10 a 12 alunos.


Nesta segunda etapa, os monitores americanos estão no Brasil para ministrar aulas presenciais por um mês, que ocorrem de segunda a sexta-feira, em junho e julho, no período de férias dos brasileiros, e envolvem dinâmicas, jogos e simulação de situações comuns do mercado de trabalho. Em seguida, a terceira etapa segue com mais dois meses de aulas pela internet. Ao final do curso, os alunos recebem um certificado de conclusão e quem consegue avanços mais significativos e tem as melhores avaliações na escola ganha uma viagem com tudo pago para os Estados Unidos. Em duas semanas de viagem, os premiados, que representam cerca de 5% do total de alunos matriculados no curso, ficam hospedados em casas de famílias americanas, visitam escolas, conhecem universidades e empresas e participam de uma série de outras atividades.


O mineiro Jaime Gabriel Pereira, de 17 anos, viveu essa experiência em novembro de 2013. Ele fez parte da primeira turma do programa em Minas Gerais. “Foi uma experiência incrível”, diz. Para ele, ter sido escolhido, foi uma surpresa. “Eles reconheceram meu esforço. Comecei praticamente do zero, tive muitas dificuldades, mas me empenhei muito e avancei. Hoje consigo me virar com o inglês e não parei de estudar”, conta. Jaime ainda mantém contato com a família que o acolheu no estado de Montana, nos Estados Unidos, pelas plataformas virtuais.

O estudante Wyllamisson de Oliveira Mendes, 17 anos, é de Vespasiano, e está ansioso para o início das aulas. “No começo eu não falava nada de inglês", conta. Como os jovens de sua idade ele gosta de músicas, filmes e séries. “Aproveito para treinar o inglês ouvindo música pop”, diz. Outro estudante que está se esforçando para estar entre os escolhidos para viajar está Tassio Henrique Costa, 19 anos, aluno do curso de Eletrônica do Pronatec. “Eu me formo no final do ano e o inglês é fundamental em qualquer profissão”. Ele segue o que diz os tutores. O importante é não se preocupar em falar tudo perfeitamente, mas em ser compreendido, ressaltou. E ele está no caminho certo. Aproveitou o encontro para treinar o inglês.

Participaram da abertura do programa o gerente executivo de Educação do Sesi Departamento Nacional, Henrique dos Santos, a assessora executiva de Educação do Sesi, Keyla Mayumi, a presidente do Flathead Valley Communiy College, Jane Karas e a presidente do US-Brazil Connect.

Últimas notícias

  1. FIEMG Jovem renovada em 2019

    Leia

  2. 8 motivos para apoiar o SESI e o SENAI

    Leia

  3. Cemig e FIEMG firmam acordo para redução de custos na indústria

    Leia

  4. SINPAPEL celebra 75 anos de atuação

    Leia

  5. Presidente da FIEMG destaca segurança como fator primordial de competitividade

    Leia

  6. Procompi realiza série de ações para o desenvolvimento das indústrias de Itajubá

    Leia

  7. FIEMG recebe visita do novo diretor geral da Agência Nacional de Mineração

    Leia

  8. Associativismo é destaque no balanço da indústria da Zona da Mata

    Leia