Notícia

Certificado de Origem 100% digital será obrigatório para as relações comerciais entre Brasil e Argentina

Atual modelo de certificado só será aceito até o dia 31 de dezembro de 2018

Agora é lei. A partir de 1º de janeiro de 2019 será obrigatória a emissão do Certificado de Origem Digital para todas as operações de exportação entre o Brasil e a Argentina.

"A Argentina é um país estratégico para a indústria mineira, já que ele é o principal destino de exportação dentro do Mercosul”, fala Rebecca Macedo,  gerente de Negócios Internacionais do Sistema FIEMGO país é considerado um dos principais parceiros econômicos e políticos do Brasil, e a crescente integração econômica bilateral tem fortalecido a economia dos dois países. O capital brasileiro está presente em diversos setores da economia argentina, como o petrolífero, siderúrgico, bancário, automotivo, minerador, têxtil, de máquinas agrícolas e de construção civil.

A FIEMG  é habilitada junto ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) para emitir o COD, que é um documento enviado pelo exportador que certifica a origem do produto que está sendo exportado e pode conceder reduções ou isenções de tarifas aos clientes de países que mantém acordos comerciais com o Brasil.

De acordo com Rebecca, o COD não só traz uma vantagem competitiva pela agilidade da transação comercial, mas também mais segurança, redução de custo e confiabilidade no processo, pois elimina possíveis falsificações existentes em documentos de papel.

A gerente frisa ainda que para as indústrias que pretendem expandir seus negócios, o COD é um ponto de atenção: “A Certificação Digital já é uma realidade e um diferencial importante para quem quer novos mercados como Europa, EUA e Ásia. É um fator de modernização para a empresa”, afirma.

Na América do Sul, Chile, Bolívia e Colômbia estão em transição para o Certificado de Origem Digital. O Uruguai também já está realizando as operações de exportação com a nova plataforma, mas sem data limite para o fim do uso do documento em forma física (papel), ao contrário da Argentina, que só vai aceitar o atual modelo de certificado até o dia 31 de dezembro de 2018.

Indústrias que precisem atualizar a emissão para o novo modelo ou queriam tirar dúvidas, podem entrar em contato com a área de Certificação Internacional da FIEMG pelos telefones: (31) 3263-6817/6818 ou e-mail ci@fiemg.com.br.

Últimas notícias

  1. CIT SENAI FIEMG recebe comitiva de Mato Grosso

    Leia

  2. Defesa de interesses da indústria na pauta do presidente da FIEMG em Brasília

    Leia

  3. FIEMG, empresas e parceiros empenhados no desenvolvimento do Incinerador de Resíduos

    Leia

  4. Sindicatos aderem ao FIEMG Competitiva

    Leia

  5. #emfrenteminas

    Leia

  6. Mining Hub: últimos dias para inscrição para o primeiro ciclo de aceleração do mining start

    Leia

  7. FIEMG apresenta medidas para melhoria do ambiente de negócios no Brasil

    Leia

  8. Economia Circular finaliza fase de visitas técnicas

    Leia