Notícias

FIEMG Jovem discute o futuro e as criptomoedas

Empresários analisam como novas tecnologias monetárias poderão interferir na sociedade e na indústria

Moedas digitais são ativos que possuem valor e podem ser utilizados para uma determinada finalidade. Várias delas buscam resolver os mais diversos problemas. Mais conhecida dentre as mais de mil moedas digital, o Bitcoin, por exemplo, serve como meio de pagamento e troca de valores entre pessoas. As criptomoedas foram tema central da FIEMG Jovem, no dia 26/3, na sede da Federação, em Belo Horizonte.

O presidente do colegiado, Antônio Claret, explicou a importância da discussão do tema. “Mais do que se apropriar do Bitcoin como investimento, é relevante para o jovem industrial entender essa nova tecnologia como ferramenta no cotidiano e nas nossas indústrias,” ressaltou.

Segundo José Arthur Ribeiro, CEO da Coinext, empresa especializada em criptomoedas e convidado do encontro, as moedas digitais representam um modo rápido, barato, democrático e não inflacionado contra a opressão financeira. “Temos hoje um quadro contraditório que é um processo de pagamento caríssimo e dificultado pelas grandes corporações financeiras, o que é inconcebível na era digital,” comentou.

Ele ainda completa, “uma dor de cabeça que exemplifica toda essa dificuldade é o câmbio. Além de demorar dias, o processo legal de transações bancárias para além da fronteira nacional é uma modalidade burocrática e exige que as duas partes paguem pelo serviço. As criptomoedas tornam esse processo muito mais rápido”.

O processo de transação das moedas digitais é regido por uma lógica de segurança computacional chamada Blockchain, que é uma estrutura de registro que cataloga todas as transações feitas em vários computadores, não precisando de um servidor específico para armazenagem dos dados. Ela funciona como uma planilha de excel, onde ficam registradas todas as transações realizadas com uma criptomoeda.

Além disso, todas as transações são validadas pelos mineradores da rede. Isto é, usuários daquela criptomoeda que confirmam as transações, garantindo que não há fraudes nos sistema e em troca são remunerados, geralmente com mais moedas digitais.

Últimas notícias

  1. Aurélio Marangon Sobrinho é o novo presidente da FIEMG Zona da Mata

    Leia

  2. Centro Cultural Sesiminas abre inscrições para todas modalidades da escola de cultura

    Leia

  3. Palestra na FIEMG abordou o Tratamento Tributário Setorial

    Leia

  4. Presidente da FIEMG participa de reunião de coordenadores sindicais

    Leia

  5. Astec do Brasil busca fornecedores no “Compre Bem”

    Leia

  6. Padarias mineiras investem em capacitação para sucessão empresarial

    Leia

  7. SENAI prorroga matrículas para cursos técnicos

    Leia

  8. ATA Carnet completa dois anos de operação no Brasil

    Leia