Notícia

Energia limpa no Brasil

Usinas hidrelétricas, fontes renováveis e a necessidade de investimento na diversificação da matriz energética

Toda energia renovável que não emite substâncias poluidoras é denominada energia limpa. Solar, eólica, geotérmica, maremotriz, de biomassa e hidráulica são as grandes apostas para a substituição da matriz energética das nações industrializadas.

No entanto, os combustíveis fósseis ainda são os meios de geração de energia mais utilizados no mundo atualmente. Eles foram gerados há milhões de anos pela decomposição de animais e vegetais, e incluem o petróleo e seus derivados (gasolina, óleo diesel etc.), o gás natural, o xisto e o carvão mineral.

Esses combustíveis são utilizados nas usinas termelétricas e nos automóveis movidos a motor de combustão. Eles ocasionam uma série de problemas ambientais por causa dos gases poluentes que liberam na atmosfera. Na sua combustão completa, produzem o dióxido de carbono (CO2), que intensifica o efeito estufa e agrava o aquecimento global. Na queima incompleta, produzem o monóxido de carbono (CO), que também é um gás-estufa. Além disso, várias impurezas são lançadas na atmosfera, como os óxidos de enxofre, que produzem uma chuva ácida muito forte, carregada de ácido sulfúrico (H2SO4).

Além dos prejuízos ambientais, há o fato de que os combustíveis fósseis não são renováveis e um dia estarão esgotados. Por isso, as pesquisas avançam em busca de novos modelos energéticos. Até o momento, não se descobriu nenhuma forma de geração de energia que cause impacto zero à natureza e a energia limpa é de longe o melhor recurso, porque seu impacto fica restrito à região da construção da usina.

Fontes-de-Energia-Brasil.png

O Brasil tem uma das matrizes elétricas mais limpas do mundo, atrás apenas da China e dos EUA. Em 2017, cerca de 80% de toda a energia gerada no país foi por meio das fontes renováveis, a maior parte de fonte hídrica.

O problema com o modelo brasileiro é a grande dependência de uma única fonte. E, além disso, a segunda principal fonte de energia no país, acessada com frequência quando o nível de água nos reservatórios está baixo, é a termelétrica, fonte não limpa e dependente de recursos não renováveis. É preciso maior diversificação na matriz energético do país. Mais especificamente, são necessários investimentos para acelerar o avanço das duas outras fontes de energia com maior potencial de crescimento no país: eólica e solar.

 

Descubra como a FIEMG pode ajudar a sua empresa a investir em energia limpa:
(31) 3263-7749 | assessoriadeenergia@fiemg.com.br

Últimas notícias

  1. FIEMG e sindicatos apoiam trabalhadores e empresas de Sabará afetados por chuvas

    Leia

  2. TJMG recebe visita do presidente da FIEMG

    Leia

  3. Treinamento orienta sobre eSocial na FIEMG Regional Zona da Mata

    Leia

  4. Atividade industrial desacelera em dezembro, aponta pesquisa

    Leia

  5. Empresas da Grande BH reúnem-se com CEMIG para discutir atendimento no período chuvoso

    Leia

  6. FEMUR 2022 é aberta em Ubá e marca a retomada econômica do setor moveleiro

    Leia

  7. FIEMG abre busca da Vale de fornecedores para obras na Bacia do Paraopeba

    Leia

  8. Startups: ideias que transformam a sua vida

    Leia