Notícia

Índice de Confiança da Construção atinge menor patamar em dois anos

Índice caiu pela quinta vez consecutiva e atingiu seu menor nível desde julho de 2016

O Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais (Iceicon-MG) caiu 3,5 pontos em julho (39,6 pontos), frente a junho (43,1 pontos). Essa foi a quinta retração consecutiva do indicador, que atingiu seu menor nível desde julho de 2016 (39,3 pontos).

O índice permaneceu abaixo da linha de 50 pontos pelo quarto mês seguido, apontando falta de confiança dos empresários da construção mineira. O indicador foi 1,9 ponto inferior ao de julho de 2017 e acumulou recuo de 11,7 pontos em 2018. O Iceicon nacional também sinalizou falta de confiança dos empresários do setor e apresentou em julho (48,9 pontos), um modesto crescimento na comparação com junho (48,2 pontos).

O Iceicon-MG é resultado da ponderação dos índices de condições atuais e de expectativas, que variam de 0 a 100 pontos. Valores abaixo de 50 pontos indicam situação pior e expectativa negativa para os próximos seis meses, respectivamente.

O índice de condições atuais, que mede a percepção dos empresários com relação à situação atual dos negócios, mostrou pequeno crescimento entre junho (37,0 pontos) e julho (37,3 pontos). Vale lembrar que, em junho, o indicador registrou queda de 4,9 pontos, a maior em quase quatro anos. O resultado foi 1,2 ponto inferior ao de julho de 2017 (38,5 pontos). O índice encontra-se abaixo de 50 pontos desde novembro de 2012.

O indicador de expectativas, que sinaliza as perspectivas dos empresários para os próximos seis meses, registrou forte recuo (5,6 pontos) em julho (40,7 pontos) frente a junho (46,3 pontos). Essa foi a quinta queda consecutiva do indicador. Com o resultado, o índice mostrou o maior recuo mensal em 12 meses, e apontou pessimismo dos construtores pelo terceiro mês sucessivo, após oito meses de resultados acima de 50 pontos.

“Os indicadores têm refletido que a leve recuperação do setor da construção civil e a animação entre os empresários não se consolidou. Há um desconforto com o presente e a desconfiança com o futuro diante de um cenário eleitoral ainda incerto e de como será o caminho fiscal adotado pelo novo presidente do Brasil. Dessa forma, os investimentos são postergados fazendo com que a economia continue em passos lentos”, avalia o coordenador e economista do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), Daniel Furletti.

Sobre o Iceicon-mg - O Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais (ICEICON-MG) é elaborado pela Gerência de Estudos Econômicos da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais(FIEMG) em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais(Sinduscon-MG).

Confira o material completo.

Últimas notícias

  1. Sindipan/JF é reconhecido como Entidade Benemérita

    Leia

  2. 24ª edição do Minas Trend já tem data marcada

    Leia

  3. “Instantes de Natal” com a Orquestra Jovem SESIMINAS

    Leia

  4. FIEMG Competitiva realiza entrega de relatório em Espinosa

    Leia

  5. Gestão ambiental de Minas Gerais na pauta da FIEMG

    Leia

  6. Empresas mineiras participam de capacitação para aumentar exportações

    Leia

  7. ABINEE realiza encontro de com associados

    Leia

  8. SESI Ipatinga é campeão em quatro categorias da Copa LIESPE 2018

    Leia