Notícia

Minascon: estrutura de palitos aguenta 50kg e vence concurso 'A Ponte'

Tradicional evento premiou dupla de estudantes de Engenharia com R$ 2.500

Sebastião Jacinto Júnior/ FIEMG

Os estudantes Esther Reis Rodrigues e Paulo Henrique dos Santos Pinto foram os ganhadores do tradicional concurso "A ponte", realizado na manhã desta quinta-feira (25/11), durante a programação do Minascon. O segundo lugar ficou para uma dupla de alunos do SENAI.

Veja galeria de fotos do evento aqui.

Promovido há cerca de 15 anos, "A ponte" dá a estudantes a oportunidade de implementar conceitos teóricos da Engenharia e Arquitetura na prática. O objetivo é desenvolver uma estrutura de palitos (uma ponte) que aguente o máximo de anilhas de metal, em um espaço de vão livre previamente determinado. O projeto também é esteticamente avaliado por uma banca julgadora.

Ganhadores em primeiro lugar, Esther e Paulo criaram uma ponte que segurou 50 quilos antes de romper. Eles estão no oitavo período de Engenharia Elétrica no Centro Universitário UniBH e aproveitaram que estão matriculados em uma disciplina de Resistência de Materiais para participar da "Ponte".

"Eu e Esther amamos desafios. A gente achou interessante, porque é um conhecimento que a gente pode aplicar. Estamos muito felizes com a vitória. Eu pretendo usar o dinheiro em uma viagem para o Rio de Janeiro", afirmou Paulo. "Usamos conhecimentos de resistência, apoios, forças, vigas e treliças. Ao todo, foi um dia e meio de estudo", completou Esther, que pretende investir o prêmio em um curso. A dupla levou R$ 2.500.

Meninas e poderosas

Participantes do concurso pela primeira vez, as estudantes do curso técnico em Edificações do SENAI, Júlia Santoro de Oliveira Neves e Lorrayne Katleen Aparecida de Souza, contaram que chegaram a fazer um molde da estrutura antes de executá-la no dia do evento.

"Pelo nosso teste, vai resistir a uma pesagem boa. Eu quero ter essa experiência, ver como funciona. Independentemente de quem vai ganhar, vou levar pra vida", disse Lorrayne. "Eu nunca havia associado que palito pudesse ser algo forte. E vi que nas edições passadas eles aguentaram muitos quilos", lembrou Júlia. Elas ficaram com o segundo lugar, e levaram o total de R$ 1.500. A ponte delas aguentou 45 quilos.

O recorde do concurso é de 402 quilos em uma das pontes. Os pais de Júlia prestigiaram a participação da filha presencialmente. "Gostamos muito de ver o interesse e o desempenho dela. Ela se esforçou", afirmou a mãe, a inspetora escolar Karoline Santoro.

O policial militar Vinicius Henrique Misael, pai de Júlia, ficou muito satisfeito com o resultado. "Ela é uma filha inteligente, tem muito potencial", disse. Ele também aproveitou para elogiar o trabalho do SENAI. "O Brasil precisa muito desse incentivo para crianças e adolescentes. Se todo mundo tivesse acesso a uma proposta dessa, nós teríamos uma sociedade mil vezes melhor", finalizou.

Minascon

"A ponte" é um dos concursos integrantes da programação do Minascon, maior evento da cadeia produtiva da construção mineira, iniciado na segunda-feira (22/11), e encerrado nesta quinta-feira (25/11). O Minascon, realizado pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG) e pelo Sebrae Minas, oferta conteúdos técnicos, seminários e congressos, e tem a inovação como chave para que as empresas sejam produtivas e sustentáveis.

O vice-presidente da FIEMG, e presidente da Câmara da Indústria da Construção (CIC), Teodomiro Diniz Camargos, acompanhou a realização do concurso, e foi um dos membros da banca julgadora, juntamente com o assessor da CIC, Dênis Kleber Gomide; o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon/MG), Renato Michel; o diretor regional do SENAI e superintendente regional do SESI, Christiano Paulo de Mattos Leal; e a gerente do SENAI Paulo de Tarso, Priscila Cangussu.

"'A ponte' é um desses momentos importantes do Minascon, que visa a aproximação com os alunos da Engenharia e da Arquitetura a se aproximarem mais da cadeia produtiva, do setor profissional, uma vez que eles serão os profissionais do futuro. E a eles cabe um papel importante, na inovação, no conhecimento. Esse concurso estimula muito a análise, o projeto, o estudo de possibilidades melhores para esse objeto, que é a ponte", declarou Teo.

Também integrante da mesa, o representante do Sebrae Minas, Jefferson Dias Santos, lembrou a importância da retomada da "Ponte", que não foi realizada no ano passado devido à pandemia de Covid-19. "No ano passado não tivemos esse momento, que é espetacular. O Sebrae vibra com esse momento. O Sebrae fica muito feliz em colocar a academia, a parte teórica, na prática. Esse momento de premiar é fantástico", relatou.

Por fim, o concurso "Mãos à Obra" também foi realizado na manhã desta quinta-feira (25/11). Veja aqui.

Últimas notícias

  1. Bolsonaro recebe propostas da indústria para a retomada do desenvolvimento e do emprego em 2022

    Leia

  2. Sindipan-JF faz tradicional Confraternização de Final de Ano

    Leia

  3. Descarbonização da indústria da mineração é tema de encontro com britânicos na FIEMG

    Leia

  4. Atividade industrial registra queda de 1,3% em outubro sobre setembro

    Leia

  5. Estrada Real: a história e a riqueza do Brasil passam por aqui

    Leia

  6. Movimentos que libertam a alma

    Leia

  7. Setor sucroenergético de Minas Gerais receberá R$ 6 bilhões em investimentos

    Leia

  8. ‘O Espírito do Natal’ encerra comemoração de 35 anos da Orquestra SESIMINAS

    Leia