Notícia

Mobilidade urbana e Economia Circular Veicular são temas de reunião na FIEMG

Câmara da Indústria Automotiva da FIEMG recebeu especialista da Future Insights para discutir o assunto Mobilidade Urbana

“Nos últimos dois séculos vivemos uma migração do campo para as cidades. Atualmente, 86% da população brasileira está nos meios urbanos e os municípios não estão preparados para isso, o que compromete a circulação de veículos e pessoas”, quem afirma é Mateus Silveira, coordenador da Future Insights da Fiat Chrysler Automobiles. Ele ministrou, no dia 24/04, palestra Future Insights Mobilidade para os membros da Câmara da Indústria Automotiva da FIEMG.

A Future Insights  analisou 38 cidades do Brasil para fazer uma projeção do que vem por aí no cenário urbano e quais são as soluções viáveis e sustentáveis para a mobilidade urbana. “Temos uma grande concentração de pessoas, produtos e riquezas nos centros urbanos e isso causa deslocamentos que, às vezes, são desnecessários”, ressalta Silveira. O coordenador lembra que, se essas concentrações de bens e serviços estivessem divididas de maneira igualitária, as pessoas não precisariam se deslocar de seus locais de residência. 

“Precisamos pensar nos carros como uma plataforma, fluida e plural, em que suas tecnologias possam ser utilizadas para outros fins e nos levar para um cenário mais sustentável. Para isso, teremos que nos reinventar e mudar também o modelo mental para implementar outros modelos de negócios”, ressaltou Silveira.

“O carro não pode ser visto apenas como meio de transporte, pois ele tem tecnologia avançada que pode ser aproveitada em outros setores”, afirmou Valentino Rizzioli, presidente da Câmara da Indústria Automotiva da FIEMG . “O que vamos fazer, em dois, três anos, para ter uma mobilidade melhor?”, questionou Rizzioli.

Para Silveira, uma das soluções é a melhoria da infraestrutura das cidades, privilegiando transportes e moradias coletivas, e também a oferta de boas oportunidades nas regiões periféricas dos grandes centros urbanos. Ele citou, como exemplo, as cidades dormitórios, em que os moradores precisam se deslocar para terem acesso a serviços básicos. “A demanda de mobilidade é universal. As pessoas precisam ter acesso a mercadorias, educação, cultura e saúde e isso requer que as pessoas se locomovam”, ressaltou o coordenador da Future Insights da Fiat Chrysler Automobiles.

Luciano Medrado, da  FETCEMG, concorda com Silveira e comentou que, no Brasil,  não existem planejamentos urbanos que unam também um planejamento de mobilidade. “A vitalidade de uma cidade está ligada diretamente a capacidade das pessoas se locomoverem para estudarem e trabalharem”, pontuou. SaveMotors - A reunião da Câmara da Indústria Automotiva da FIEMG contou também com a apresentação do projeto de economia circular reciclagem veicular “SaveMotors”. Apresentado pelo professor do CEFET, Daniel Castro, o projeto tem o objetivo de criar células de reciclagem veicular com centros de desmontes em todo o estado. Também está previsto a criação de centros de distribuições de peças usadas e, com isso, promover a descentralização dos processos de reciclagem de veículos. “A implementação do SaveMotors tem o apoio de empresas japonesas”, conta Castro. 

“No Brasil não temos um processo sistêmico de reciclagem de veículos e por isso não sabemos quantos passam por esse processo. A questão é: para onde vão os veículos quando terminam seu ciclo de vida útil?!?”, questionou ele aos presentes. “A maior parte termina em pátios de concessionárias ou são descartados no meio ambiente”, ressaltou ele lembrando que 60% do peso de um carro se refere a peças.

A indústria de reciclagem de carros está crescendo em todo o mundo e em minas, por meio de financiamento e troca de tecnologia do Japão, foi criado uma planta de treinamento  que já está rodando no CEFET. “A ideia é que se recicle cerca de 90% dos veículos e que as pessoas possam adquirir essas peças em uma unidade comercial que pode oferecer diversos serviços”, finaliza Castro.

Últimas notícias

  1. Programa FIEMG Jovem recebe Mentoria em ESG

    Leia

  2. Especialistas em recursos hídricos visitam laboratórios do CIT SENAI

    Leia

  3. Simpósio de Recursos Hídricos chega ao fim com Carta de Belo Horizonte

    Leia

  4. Embaixador do Chile no Brasil visita a FIEMG

    Leia

  5. Taxa de Incêndio em Minas Gerais é declarada inconstitucional

    Leia

  6. Minascon: economia circular e arquitetura por Marcelo Rosenbaum

    Leia

  7. FIEMG Zona da Mata promove treinamento sobre SPED Fiscal

    Leia

  8. Calendário da indústria 2022

    Leia