Notícia

Prefeitura de Juiz de Fora promove evento Visão JF 2030 para apresentação de projetos sustentáveis

Presidente Flávio Roscoe fala sobre a inserção de Minas Gerais na economia de baixo carbono

A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) realizou, no dia 14/12, o evento Visão JF 2030 – A saída da crise, para apresentação de projetos sustentáveis desenvolvidos nos últimos anos pela administração municipal, estruturados para a retomada econômica de Juiz de Fora e região a partir do pós-pandemia. O evento on-line contou, na abertura, com a participação do presidente da FIEMG, Flávio Roscoe, além de outras autoridades e parceiros regionais, nacionais e internacionais, e pôde ser acompanhado pelas redes sociais.

Na grave crise da Covid-19 que assola o mundo, a chamada "retomada verde" ganha holofotes e introduz na agenda de países, estados e municípios discussões sobre uma nova ordem econômica mundial, buscando a implementação de políticas públicas sustentáveis, geradoras de emprego e renda. Na Zona da Mata, a retomada vem sendo estruturada desde 2018, com o lançamento da Plataforma de Bioquerosene e Renováveis da Zona da Mata (PbioZM), que consolida o compromisso do município e entorno com o clima e os “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU).

“Trata-se de um projeto colaborativo suprapartidário, fruto de parceria com a iniciativa privada e governos amigos, reunindo os municípios da região”, explicou o prefeito de Juiz de Fora, Antônio Almas. Para ele, além do esforço regional, a nova ordem econômica mundial exigirá unidade sem precedentes na história das relações internacionais e a presença, neste evento, de parceiros de entregas da Plataforma, como o cônsul britânico em Belo Horizonte, ressalta a relevância do projeto, e demonstra que a Zona da Mata já conta com parceria internacional para a retomada econômica pós-pandemia. “Acredito no potencial da economia verde e na possibilidade de crescimento da Zona da Mata, e este novo ciclo exigirá uma convergência de esforços de toda a sociedade com foco na melhoria da qualidade de vida e erradicação da pobreza na região”, disse Almas.

Em sua palavra de abertura, o presidente da FIEMG, Flávio Roscoe, falou sobre Bioeconomia, focando na inserção de Minas Gerais na economia de baixo carbono. Segundo ele, o Brasil é o país com maior percentual de florestas preservadas, detentor de uma biodiversidade incrível e tem conseguido inovar e incrementar a produção utilizando energias limpas. “Parabenizo a PJF por tomar a iniciativa de discutir e trabalhar esse tema. Devemos ser protagonistas do desenvolvimento do nosso estado, e uma das oportunidades é o combustível da aviação. A FIEMG está engajada nesse projeto, apoiando a utilização de tecnologias limpas e renováveis. Podem contar com a nossa parceria nessa direção. Acredito muito na economia de baixo carbono, pois nela está o futuro”, disse.

Também participaram da abertura o cônsul britânco Lucas Brown e o CEO Green Fuels Latin America, Manuel Thompson, que abordaram a cooperação internacional com o  Prosperity Found; Marcus David, reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), que apresentou o Centro Integrado de Ensino, Pesquisa, Extensão, Transferência de Tecnologia e Cultura (Ciepetec); Ronaldo Barquete, do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (INDI), que falou sobre a importância da plataforma para o desenvolvimento sustentável de Minas Gerais; Fernando Passalio, secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico de MG, representando na ocasião o governador Romeu Zema, que abordou as ações de sinergia entre a Secretaria  e a Prefeitura para a promoção do desenvolvimento da cidade e região; e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agropecuária de Juiz de Fora, Jackson Fernandes, que apresentou a Plataforma de Bioquerosene e Renováveis; entre outras autoridades.

E o primeiro passo para o projeto já foi dado. Está a caminho do Brasil o maquinário para instalação de uma usina experimental para produção de diesel verde em Juiz de Fora. A iniciativa, fruto de parceria entre a PJF, UFJF e a empresa britânica Green Fuels, será capaz de transformar resíduos, como o óleo de cozinha, em combustível. O equipamento de processamento de óleo vegetal hidrotratado foi doado com apoio do “Prosperity Fund”, do governo britânico, focado em projetos ambientais, e terá capacidade de produzir cerca de três mil litros de biocombustível por ano.

“Parabenizo a Prefeitura de Juiz de Fora por liderar esta iniciativa para retomada econômica regional baseada na bioeconomia dos biocombustíveis e renováveis, e agradecemos o convite para participar do evento, que simboliza o primeiro passo da introdução da bioeconomia nesta “retomada verde”, implantando unidade de biodiesel para aportar tecnologias inovadoras do Reino Unido no Ciepetec, e contribuir para a reconstrução da economia regional da Zona da Mata”, destacou o cônsul britânico em Belo Horizonte, Lucas Brown.

Ele lembrou que, na última semana, o governo de Minas Gerais anunciou parceria inédita com o Reino Unido, para impulsionar o desenvolvimento verde e investimentos no estado: “O acordo com o governador Zema, representando o estado, formalizou a intenção de Minas em promover o desenvolvimento econômico sustentável rumo à neutralização das emissões. Esta nova colaboração reforça o interesse estratégico do Reino Unido em Minas Gerais, abrindo espaço para trabalharmos juntos em ações que visem alcançar economia de baixo carbono, como a Plataforma de Bioquerosene e Renováveis da Zona da Mata, apoiada pelo Prosperity Fund”, disse.

“Aproveito também para enfatizar a parceria com Minas, através do investimento da empresa britânica Oxis Energy, para produção de baterias de lítio-enxofre em Juiz de Fora, que será a primeira planta de baterias de lítio da América Latina. Essa parceria com a Oxis Energy em Juiz de Fora atrairá centenas de empregos de alto nível, estabelecerá parcerias de pesquisa e desenvolvimento com a academia local e acelerarará a eletrificação da mobilidade no Brasil”, finalizou Brown.

Últimas notícias

  1. O agronegócio na pauta dos empresários mineiros

    Leia

  2. FIEMG apresenta Obrigações Legais Ambientais 2021

    Leia

  3. Aprendizado e solidariedade marcaram os últimos 12 meses de trabalho da FIEMG

    Leia

  4. Planejamento para 2021 é pauta do Conselho de Gestão Estratégica de Pessoas

    Leia

  5. SENAI prorroga prazo de inscrições para Cursos Técnicos 2021

    Leia

  6. Acordo do Estado com a Vale vai movimentar a economia em Minas Gerais

    Leia

  7. Câmara da Indústria da Construção realiza encontro mensal

    Leia

  8. Expectativas dos empresários da indústria mineira seguem positivas

    Leia