A indústria precisa produzir

Mais burocracia, menos produtividade — Bloco K e e-Social, entraves para o desenvolvimento

Pg.png

O Brasil é o país dos impostos. Clique e dê uma conferida no Impostômetro hoje:

Impost-metro.png

Além disso, o Brasil é campeão de tempo perdido com o pagamento de impostos, uma posição que derruba o país nos rankings que interessam como o da produtividade e o da competitividade. A implantação de novas obrigações acessórias tributárias e trabalhistas é mais um agravamento do alto nível de burocracia contra as empresas e um entrave à retomada da economia brasileira.

Para a FIEMG, o Bloco K e o e-Social são instrumentos inaceitáveis e invasivos, na medida em que impactam a competitividade, a liberdade de empreender e até a preservação de segredos industriais.

        150-dias.png 

          30-.png 

O ritmo de promulgação de novas normas tributárias e trabalhistas tem aumentado no Brasil. Desde 1985 até 2016, a quantidade de normas tributárias editadas no país cresceu em ritmo acelerado. Na esfera municipal, estadual e federal foram 377.566, sendo, praticamente, 32 normas por dia útil.

                                                                               6-a-12x.png  

“O Bloco K e o e-Social são instrumentos de controle absolutamente excessivos e desnecessários. Temos que nos mobilizar para eliminar essas iniciativas. Elas ferem a competitividade nacional, ferem a liberdade de empreender e ferem até mesmo a privacidade dos funcionários”, afirma o presidente da FIEMG, Flávio Roscoe.


Leia o artigo de Flávio Roscoe, do dia 27/06, no Jornal Estado de Minas:

Mais custos, menos empregos

Acesse mais informações:

A indústria precisa produzir