Notícias

Procompi: empresários do setor metalmecânico iniciam execução do programa

Objetivo é a redução de desperdícios e otimização de recursos por meio de práticas de Lean Manufacturing

Empresários do setor metalmecânico de Patos de Minas receberam, essa semana, a primeira ação do Procompi – Programa de apoio à competitividade das micro e pequenas indústrias, que acontece numa iniciativa conjunta entre a CNI (Confederação Nacional da Indústria), o Sebrae, a FIEMG – por meio do IEL (Instituto Euvaldo Lodi) e o  Sindimetal (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico). Em Patos de Minas, o programa tem a participação de representantes de 15 empresas.

O objetivo é a capacitação e prestação e serviços de consultoria técnica, com o objetivo de reduzir custos e estabelecer processos de melhoria continua, pelo método QuickKaizen. Para a coordenadora executiva do Sindimetal, Michele Donato, ao final das ações, as empresas terão estabelecido práticas de gestão e de produção com melhores resultados, fortalecendo, ainda mais, o setor metalmecânico em Patos de Minas. A analista de projetos do IEL, Lívia Ferraz, informou que são esperados resultados efetivos em economia, com aumento de produtividade e redução de custos de produção.

Os trabalhos estão sendo desenvolvidos pelo Instituto de Competências Empresariais (ICE). Segundo o consultor, essas ações proporcionam aos empresários a implementação da filosofia de melhoria rápida, com a identificação de problemas administrativos, de processos, de qualidade e de logística, de acordo com cada nicho de negócio. “Dentro do programa, repassamos ferramentas auxiliares oriundas do Lean Manufacturing. Ao longo do Procompi, a ideia é alcançar resultados expressivos em economia”, acrescentou.

Já nos primeiros contatos, o consultor notou empenho dos empresários em implementar ações de melhoria. “Tivemos o primeiro momento para alinhar o conteúdo teórico à prática e nas consultorias individuais, pudemos entender o que acontece em cada empresa, ajudando-os a identificar os desperdícios e dar direcionamento para a solução”, complementou.

O empresário José Carlos Teixeira, da Recalto, manifestou interesse em adotar medidas para alcançar melhores resultados. “Já é possível identificar procedimentos que podem ser modificados e melhorados na minha empresa”, afirmou.

O também empresário Márcio Júnior, da Trucks Hélio, ficou impressionado e já identificou mudanças que vão resultar em produtividade, economia e adaptações na prestação de serviços. “A consultoria dará um resultado financeiro e prático muito rápido dentro da empresa, porque teremos condições de implementar ações de maneira imediata”, destacou.

Galeria