Notícias

Show Pirotécnico encantou Santo Antônio do Monte

Mais de 15 toneladas de fogos de artifício foram queimados em 20 pontos da cidade

A Associação Mineira dos Empresários da Pirotecnia (AME) e a Associação Brasileira de Pirotecnia (Assobrapi), em parceria com o Sindicato das Indústrias de Explosivos no Estado de Minas Gerais (SINDIEMG) e a FIEMG promoveram um espetáculo na noite da última terça-feira, (21) em Santo Antônio do Monte. O projeto faz parte do Programa PROCOMPI que é resultado da parceria entre a CNI e o SEBRAE.

O céu da cidade foi tomado por um espetáculo de cores. Mais de 15 toneladas de fogos de artifícios foram queimados em 20 pontos estratégicos da cidade. O show foi realizado para gravação de vídeo institucional para promoção do Arranjo Produtivo Local (APL) Polo no Brasil e no exterior.

De acordo com o Presidente do SINDIEMG, Magnaldo Geraldo Filho, a ação, que contou também com a participação da população teve como objetivo unir o setor, que luta contra leis que proíbem a queima de fogos. “Além da beleza e encantamento, o show teve o propósito de fortalecer em cada um dos santoantonienses a empatia e o amor pelo patrimônio da região e a tradição de produzir estrelas”, afirmou.

Desde o último sábado (18) o SINDIEMG distribuiu fogos de artifício para quem quisesse fazer parte do momento. O setor que já gerou cerca de 7 mil empregos diretos, hoje tem 3 mil postos ocupados.

A região de Santo Antônio do Monte, no Centro-Oeste de Minas Gerais é o maior polo de fogos de artifícios do Brasil e o segundo maior produtor mundial, atrás somente da China. O polo de Pirotecnia Mineiro é formado por Santo Antônio do Monte, Lagoa da Prata, Moema, Japaraíba, Pedra do Indaiá e Itapecerica.

Segundo dados do SINDIEMG, o Polo é composto por 69 indústrias pirotécnicas e é responsável por cerca de 95% da produção dos fogos de artifício no Brasil. De acordo com o Presidente da FIEMG Regional Centro-Oeste, Paulo César Costa, os números comprovam a relevância do setor para a economia, não só da região, mas de todo país. “A Federação está ao lado do SINIEMG e da AME no fortalecimento do setor pirotécnicos, que tem grande importância na geração de emprego e renda para a região, além de contribuir com o desenvolvimento econômico de Mingas Gerais”, finalizou.

Atualmente, a produção do Polo de Santo Antônio do Monte e região é de, aproximadamente, 30 mil toneladas ao ano, com faturamento estimado em quase R$ 100 milhões de reais. O setor possui, ainda, significativa importância na geração de empregos. Em 2018, a região apresentou estabilidade nos postos de trabalho e gerou mais de 3 mil empregos diretos e cerca de 8 mil indiretos.

Matéria redigida com a contribuição da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Santo Antônio do Monte.

Fotos: Wagner Rodrigues