Notícias

Com intermediação da Regional Norte FIEMG, Cristália doa equipamentos eletrônicos à Polícia Civil

Equipamentos serão usados nos plantões digitais das regionais da PC de Janaúba, Taiobeiras e Januária
(Adauto Marques (Fiemg), Amanda Silva (Cristália) e o delegado-chefe da Polícia Civil, Jurandir Rodrigues)

Atendendo a uma demanda do presidente da FIEMG Regional Norte, Adauto Marques Batista, e do delegado geral de Polícia Civil (PC), chefe do 11º Departamento da PC no Norte de Minas, Jurandir Rodrigues César Filho, o Laboratório Farmacêutico Cristália, que está implantando uma unidade no Distrito Industrial de Montes Claros, doou dez kits de equipamentos eletrônicos à Polícia Civil.

Compostos por webcam, microfone e caixa de som, os equipamentos serão utilizados para realização de videoconferências nos plantões digitais da Polícia Civil nas regionais de Janaúba, Taiobeiras e Januária, no Norte de Minas. O Plantão Digital por vídeoconferência foi implementado nas delegacias de Polícia Civil no estado, pelo governo de Minas, com apoio da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG).

O presidente da Regional Norte da FIEMG, Adauto Marques, disse que essa é uma importante parceria entre a iniciativa privada e as forças de segurança do Estado, visando dar tranquilidade aos cidadãos. “Apesar de a FIEMG ser uma entidade da indústria, ela realiza também ações voltadas para o bem-estar dos mineiros”, acrescenta Marques.

O chefe de Polícia Civil, Jurandir Rodrigues César, destaca a importância da doação dos equipamentos “imprescindíveis para a comunicação adequada entre as partes envolvidas no processo e que é realizada na modalidade de plantão”. Os equipamentos foram entregues ao chefe de Polícia Civil pela Coordenadora Administrativa da Cristália, Amanda da Silva, na quinta-feira, 08 de junho.

Cristália

O Laboratório Farmacêutico, Farmoquímico e de Biotecnologia Cristália, que tem sede em Itapira (SP), está implantando uma unidade em Montes Claros, no antigo imóvel onde funcionava a fábrica de tecidos Santanense, que foi adquirido pela empresa. A indústria já possui uma planta no estado de Minas Gerais, na cidade de Pouso Alegre.

A unidade em Montes Claros deverá produzir vários medicamentos, entre eles anestésicos e narcoanalgésicos utilizados no chamado “kit intubação”.  A previsão é de geração de cerca de 700 empregos diretos nos próximos cinco anos. A nova unidade deve entrar em operação em 2023.

 

Rosangela Silveira

Imprensa/FIEMG Regional Norte