Notícias

Programa Economia Circular da FIEMG é desenvolvido em indústrias em Montes Claros

Programa promove o melhor aproveitamento da produção, melhores resultados e novas relações comerciais

O programa Economia Circular, desenvolvido pela FIEMG, beneficia empresas de todos os portes com resultados econômicos, sociais e ambientais. Lançado em junho deste ano, pela Gerência de Meio Ambiente (GMA) da FIEMG, o programa tem o objetivo de proporcionar melhorias para tornar os processos das empresas mais sustentáveis aplicando o conceito de economia circular; fazer o mapeamento e divulgação das ações; capacitar colaboradores e identificar os recursos e proposição de oportunidades de negócios ambientais. Após o lançamento oficial do programa,  tiveram início as capacitações de liderança e agora estão sendo realizadas visitas técnicas para mapear e divulgar os casos, seguidas pelas negociações individuais e coletivas. Em Montes Claros aderiram ao programa duas empresas: Novo Nordisk e Alpargatas que estão sendo acompanhadas pela Analista Ambiental da FIEMG Regional Norte, Laila Tupinambá Mota, por Guilherme da Mata Zanforlin, Analista Ambiental da GMA e especialista em resíduos sólidos, e Viviane Assunção da Rocha, do programa FIEMG Competitiva. 

Laila Tupinambá avalia a ação como uma reestruturação do antigo Programa Simbiose Industrial desenvolvido anteriormente como uma rodada de negócios entre empresas. “O Economia Circular promove agora uma agregação das perspectivas e tendências mais atuais do mercado, trazendo a aplicação dos principais conceitos discutidos em âmbito global”, explica.  

De acordo com o analista de Meio Ambiente da FIEMG, Guilherme Zanforlin, o conceito de Economia Circular surgiu na Alemanha e, a partir de 2015, foi amplamente difundido além da Europa. “A ideia é manter os recursos nas cadeias produtivas pelo maior período possível, estendendo a vida útil dos materiais por meio do design, da manutenção, do reuso, da remanufatura e da reciclagem. A FIEMG já vem trabalhando nesse conceito e temos muita experiência em chão de fábrica com empresas de diversos portes”, ressaltou.  

Economia Circular 

As melhorias de processo, proporcionadas pelo programa, são inúmeras e vão além de resultados ambientais, como a redução de consumo de energia, de água ou matéria-prima. Oportunidades como maior exposição da marca, otimização de recursos, novos negócios, aproximação do cliente, adoção de soluções tecnológicas, redução de passivos e abertura para novos mercados são algumas novas possibilidades. Isso vai  mobilizar a sociedade, mostrando o movimento das indústrias para a circularidade de seus produtos, processos e serviços. O Economia Circular reúne em todo o Estado empresas de diversos segmentos e portes que estão fazendo parte desse processo que promove aumento de receita, redução de custos e também de impactos ambientais.  

Saiba mais sobre toda a política de Economia Circular da FIEMG.  

Galeria