Notícias

FIEMG Pontal realizou em Ituiutaba workshop de lançamento da nova legislação de gerenciamento de resíduos

Novo sistema estabelece procedimentos para o controle de movimentação e destinação de resíduos sólidos e rejeitos no estado de Minas Gerais.

O Sistema FIEMG promoveu, por meio da FIEMG Regional Pontal do Triângulo  no dia 24 de abril de 2019, o Workshop de lançamento do Sistema de Manifesto de Transporte de Resíduos – MTR.  O evento reuniu representantes e profissionais do setor industrial e interessados no assunto, teve o objetivo de divulgar, esclarecer as dúvidas  e sensibilizar os empresários quanto a utilização do MTR.

A condução das palestras foi realizada pelo Analista Ambiental do Sistema FIEMG, Guilherme da Mata Zandorlin, e pelo Analista Ambiental da FEAM (Fundação Estadual do Meio Ambiente), Omar José Vale Amaral.

Durante o workshop, os presentes tiveram a oportunidade de conhecerem o que muda com a DN Copam 232, que institui o Sistema Estadual de Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR) e estabelece procedimentos para o controle de movimentação e destinação de resíduos sólidos e rejeitos no estado de Minas Gerais. “Uma das missões da FIEMG e prospectar as tendências”, afirmou Wagner Soares, gerente de Meio Ambiente da FIEMG. “Quando saiu a instrução normativa sobre a MTR, discutimos muito com a FEAM quanto aos procedimentos que a ferramenta exige, pois a nossa preocupação é termos uma norma que seja possível cumprir. Além disso, é importante que a Federação mobilize e sensibilize as indústrias quanto ao cumprimento dessas normas, precisamos que o maior número de indústrias entenda e saibam utilizar o sistema”, pontua Soares. 

Segundo o presidente da FIEMG Regional Pontal do Triângulo, Roberto Revelino, o evento foi realizado em todas as regionais FIEMG, o assunto é de suma importância para as indústrias que geram resíduos, e os participantes puderam conhecer e tirar dúvidas sobre a nova plataforma digital da FEAM,  que servirá como ferramenta de gestão e fiscalização,  que permite a rastreabilidade dos resíduos gerados e/ou destinados no estado de Minas Gerais.