Notícias

Atividade industrial mineira segue crescendo em junho

Emprego da indústria avança pela 12ª vez consecutiva

A pesquisa Sondagem Industrial, divulgada pela FIEMG nesta terça-feira (20/07), mostrou avanço da produção e do número de empregados em junho. Contudo, os estoques de produtos finais recuaram e ficaram abaixo do planejado, o que aponta a dificuldade das empresas na recomposição de seus níveis de estoques. A utilização da capacidade instalada continuou aquém da habitual para o mês, sinalizando que a indústria operou com ociosidade.

No segundo trimestre, os industriais mostraram-se menos insatisfeitos com o lucro operacional de suas empresas e satisfeitos com a situação financeira de seus negócios, e revelaram maior dificuldade de acesso ao crédito, na comparação com o primeiro trimestre. Pela quarta vez consecutiva, o principal problema enfrentado pelas empresas foi a “falta ou alto custo da matéria-prima”, embora tenha recebido um menor número de citações que na leitura anterior.

Vale destacar, no trimestre, a “falta ou alto custo de energia”, que passou do 11º para o 5º lugar no ranking de dificuldades. O baixo volume de chuvas no país tornou necessário o acionamento das termoelétricas, com consequente encarecimento da produção de energia.

Com relação às perspectivas de demanda, de compras de matérias-primas e de número de empregados para os próximos seis meses, os empresários seguiram otimistas pelo 13º mês consecutivo, dados o avanço da vacinação e a trajetória de retomada da economia. As intenções de investimento recuaram, mas foram as mais elevadas para o mês desde o início da série histórica, em 2014.

Clique aqui para conhecer o estudo completo.