Notícias

Seminário de Inovação

Regional Rio Doce e Sebrae realizam seminário para discutir modelos de novos negócios para inovação disruptiva.

A FIEMG Regional Rio Doce e o Sebrae realizaram no dia 15 de setembro, o “Seminário de Inovação”. O objetivo foi despertar nos participantes a importância de adquirir e desenvolver conhecimentos, de maneira que os estimulem a criar produtos e serviços inovadores para seus clientes. Foram abordados exemplos de startups, empresas jovens, que oferecem soluções, por meio de ideias criativas e inovadoras.

Empresas que atuam nesta modalidade, tem ganhado mercado e se transformado em modelo de negócios rentáveis, flexível e com equipes reduzida. Superando metas em tempos difíceis. O que comprova que as startups se adaptam aos diferentes cenários da economia, surgindo como alternativas competitivas com relação a grandes empresas, que tem mudado a forma de desenvolver e vender produtos e serviços.

O seminário foi aberto com a palestra “Como Transformar Tecnologia em Negócio”, ministrada por Fábio Veras, Assessor da Presidência da FIEMG, PHD, Diretor Técnico e Operações do Sebrae e responsável pelo programa FIEMG Lab, uma iniciativa pioneira da FIEMG entre as Federações de Indústria no Brasil, que abraça novos negócios de impacto e viabiliza a aceleração de todos eles. O objetivo do projeto é identificar e acelerar empresas inovadoras e contribuir para a diversificação da economia mineira.

Veras abordou na palestra a importância dos empresários e empreendedores de Valadares mudarem de atitude e começarem a pensar e construir uma cidade que eles querem e sonham. Enfatizou, que o município vive um momento que precisa de transformação e, uma das maneiras para que isso aconteça é o estímulo a inovação, a cultura de startup. Propôs que seja implantado o "Valadares Lab", um espaço de inspiração e prototipagem de soluções inovadoras."Este é um meio de inspirar a juventude valadarense ao empreendedorismo tecnológico. O setor industrial será um dos mais afetados pela mudança gerada pelo avanço da tecnologia. A sociedade formava pessoas para conseguir apenas um emprego, não para criar valor. A internet mudou o paradigma de empreendimento e facilitou esse processo. O que acabou lançando o desafio para a indústria de como acompanhar a intensidade e rapidez dessas transformações. É nesse momento, que empreendedores ganham o mercado”, disse.

A segunda palestra discutiu o tema “Negócios Disruptivos”,quem falou sobre o assunto foi Especialista em Inovação, Mauro Carruscas, que buscou refletir sobre modelos de negócios, novas demandas latentes e oportunidades que podem não somente salvar negócios, como elevar lucros. Na palestra foram abordados a cadeia de produção do negócio, fenômeno da uberização, como impactar 1 bilhão de pessoas na próxima década, uma startup pode salvar seu negócio?

Negócios disruptivos podem ser aqueles que com o apoio da tecnologia melhoram, transformam, tornam mais acessíveis e transparentes antigos negócios que se encontravam estagnados e cristalizados devido a fatores como legislação arcaica e altas barreiras de entrada ou onde os serviços públicos e privados já não atendem devidamente o consumidor. Disruptivos também podem ser negócios que tornam mais simples e fáceis o acesso a serviços já existentes como contratação de mão de obra temporária, transporte de pessoas, cargas ou pequenas encomendas

Carruscas, ressaltou a importância de um empreendedor unir conceitos de inovação e criatividade as ideias, pensando sempre no desenvolvimento e na ampliação do negócio. “Negócios exponenciais que aparecem de forma instantânea e provocam profundas mudanças em modelos usuais e até mesmo em cadeias de valor; o fenômeno da "uberização" nos negócios; a geração Millennials e o surgimento de startups que estão repaginando a forma de comunicar, comprar, estudar, trabalhar, fazer negócios. Lançar empresas globais atualmente é muito mais simples do que há cinco ou dez anos, principalmente quando se trata de empresas com base tecnológica onde o produto é um aplicativo ou serviço online”, disse.

O seminário contou ainda, com a apresentação do case da empresa valadarense, Vitrynes.com, do empresário Alessandro Ramaldes. O vitrynes.com é desenvolvido e gerenciado pela AgenciaInterativa.NET, empresa pioneira no ramo de desenvolvimento de Sites e Lojas Virtuais no Leste de Minas. Fundada em 1999 por Alessandro Ramaldes, que conta hoje, com um portfólio com mais de 300 clientes atendidos na região do Vale do Rio Doce e no Brasil.