Notícias

FIEMG Regional Vale do Paranaíba recebe o PRAI (Plano Regional de Atração de Investimentos)

Projeto é realizado pela GANI (Gerência de Atração de Investimentos) do Sistema FIEMG desde 2017

A iniciativa realizada através da GANI (Gerência de Atração de Investimentos) do Sistema FIEMG já passou pelas Regionais Centro Oeste, Sede, Vale do Rio Grande e Sul, mas visa atingir todas as outras. O superintendente do IEL (Instituto Euvaldo Lodi), Gustavo Macena e a gerente de atração de investimentos Júnia Cerceau, conduziram a apresentação do projeto a fim de sensibilizar os líderes municipais a participarem da ação. Participaram do encontro representantes e prefeitos de 6 cidades das 14 que compõem a FIEMG Regional Vale do Paranaíba.

Pela necessidade de promover as regiões do estado e de um atendimento de excelência aos investidores, o plano visa o repasse de metodologia de atração de investimentos e apoio nos processos de promoção e facilitação para a atração.

Os resultados esperados ao fim do plano são:

-Rapidez, precisão e qualidade no atendimento às demandas dos investidores;

-Relacionamento próximo entre a gerência de atração de investimentos e as Regionais da FIEMG;

-Um processo de atração de investimentos mais otimizado e difundido no estado;

-Maior entendimento sobre requisitos para atração de investimentos por parte dos municípios mineiros e regionais FIEMG;

Alinhado à visão e estratégia da Gerência de Atração de Negócios e Investimentos, o PRAI pretende aumentar a competitividade de Minas Gerias através da atração de maiores investimentos estimulados pelos agentes locais da FIEMG e pelos gestores municipais.

Para Júnia Cerceau, o PRAI é uma oportunidade de dividir o conhecimento que a Gerência possui no que diz respeito a atração de investimentos e suas respectivas atividades. “Nós buscamos compartilhar com estes líderes um pouco da nossa experiência, da nossa metodologia, daquilo que pode, de fato, fazer o município organizar melhor ‘a sua casa’ em termos de informações, trazer as vocações que eles têm, um pouco de seus cenários econômicos, o que eles têm para oferecer em termos de distritos industriais, e outras opções que podem fazer a diferença no momento do investidor decidir para qual município irá.”

Além de Cerceau e Macena, um dos representantes do Consórcio RIDES (Região Integrada de Desenvolvimento Econômico Sustentável), Diego Cavalcanti, também fez o uso da palavra para falar sobre o projeto “Coração do Cerrado, Região de Oportunidade”, que também é um ponto de apoio em relação a investimentos e desenvolvimento para os municípios de Abadia dos Dourados, Cascalho Rico, Coromandel, Indianópolis, Iraí de Minas, Monte Carmelo e Romaria.

Para Pedro César Spina, presidente da FIEMG Regional Vale do Paranaíba e empresário do ramo da construção civil, a importância do Plano para o desenvolvimento dos municípios atendidos pela Regional é grande e pode colaborar para a pujança do triângulo mineiro e alto paranaíba. “Este tipo de iniciativa auxilia as prefeituras a destacarem os seus potenciais, organizarem dados importantes para que o investimento chegue de uma forma mais fluída, além do que, o projeto serve como base de dados para a Federação indicar municípios para investidores que procuram primeiramente a Sede em Belo Horizonte.” afirmou Spina.

 

Próxima etapa do projeto será realizada com workshop no dia 31/05

O segundo momento do Plano vai acontecer no dia 31/05 das 13h às 18h no auditório da Regional por meio de um workshop com orientações mais direcionadas aos prefeitos que aderirem ao PRAI.

O prefeito da cidade de Indianópolis, Lindomar Borges, participou da primeira etapa e confirmou presença para a próxima. “Com certeza o PRAI vai agregar pontos positivos para o desenvolvimento regional. Para Indianópolis, não tenho dúvidas de que contribuirá para desenvolver o potencial existente de forma organizada e segura visando o crescimento ordenado e a geração de emprego e renda. Recebemos recentemente um investimento alto das empresas Lenzing e Duratex, acredito que o projeto irá nos ajudar também, na manutenção deste grande investimento.” disse Borges.

São esperados para o workshop os prefeitos das cidades de Abadia dos Dourados, Araguari, Cascalho Rico, Douradoquara, Estrela do Sul, Grupiara, Indianópolis, Iraí de Minas, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Prata, Uberlândia, Romaria e Tupaciguara. 

 

 

Galeria