Notícias

Empresas mineiras operam com capacidade produtiva acima do habitual

É o que aponta a pesquisa Sondagem Industrial de setembro

A Sondagem Industrial de setembro, pesquisa que mostra o desempenho dos setores industriais, divulgada pela FIEMG nesta quinta-feira, dia 29/10, refletiu a trajetória de recuperação da economia após o segundo trimestre de 2020, período mais crítico da crise do coronavírus. 

A produção e o emprego cresceram, atingindo os patamares mais elevados para o mês da série histórica. A indústria operou com capacidade acima da usual para o mês, o que não ocorria desde agosto de 2010. De acordo com a pesquisa, os estímulos fiscais e monetários oferecidos pelo governo federal para combater os efeitos prejudiciais da pandemia de Covid-19 na economia foram fundamentais para impulsionar positivamente esses resultados. Apesar do aumento da atividade, os níveis de estoques de produtos finais continuaram em queda, e ficaram abaixo do planejado pelas empresas.

Os indicadores financeiros melhoraram no terceiro trimestre, em função da retomada gradual das atividades econômicas, e revelaram que os industriais ficaram menos insatisfeitos com as margens de lucro e com as condições de acesso ao crédito de seus negócios. No que se refere à situação financeira das indústrias, os empresários mostraram-se satisfeitos pela primeira vez no ano. O principal problema que passaram a enfrentar, no trimestre, foi a falta ou alto custo da matéria-prima, reflexo da dificuldade em atenderem à demanda de seus clientes, após a diminuição ou mesmo paralisação de suas produções no auge da pandemia.

Para os próximos seis meses, os empresários seguiram otimistas em relação à demanda, às compras de matérias-primas e ao emprego. As intenções de investimento cresceram pelo sexto mês consecutivo, depois do recuo histórico em abril.

Clique aqui e confira a íntegra da pesquisa.