Notícias

Intersind apresenta principais obrigações ambientais para o Polo Moveleiro de Ubá

Sindicato lançou revista digital interativa para facilitar o cumprimento das normas pelos associados

Com o objetivo de apresentar as principais obrigações legais ambientais aplicáveis às atividades industriais em Minas Gerais, o Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá (Intersind) realizou, no dia 25 de fevereiro, uma reunião on-line reunindo empresários, consultores ambientais e colaboradores das empresas do Polo Moveleiro de Ubá e região. Durante o encontro, foram discutidas as normas e orientações para o ano de 2021 e também foi apresentada uma revista digital criada pelo Intersind, abordando as obrigações legais ambientais.  

“Criamos uma ferramenta digital totalmente interativa, contendo o calendário de Obrigações Ambientais para o ano de 2021, com foco no setor moveleiro. Esta revista digital permite adicionar, através dos links disponíveis na revista, lembretes diretamente à Agenda do Google, colaborando para que o empreendedor não perca nenhum prazo ambiental”, declara o presidente do Intersind, Aureo Calçado. A revista será atualizada sempre que houver alterações nos prazos ou procedimentos. Além disso, permite que o empreendedor/colaborador/consultor adicione outras informações que julgar necessárias. 

A reunião on-line foi conduzida por Shaísta Lessa e Matheus de Lucas Dias, ambos da Simbiose Ambiental, empresa que faz a assessoria ambiental do Intersind. Na programação, foram abordados temas como: Panorama das obrigações ambientais das indústrias do mobiliário para 2021; MTR-MG, MTR nacional e Inventário anual de resíduos; Logística reversa MS e os impactos no polo moveleiro; e Licenciamento ambiental municipal. 

Durante o evento, o Intersind também apresentou um vídeo com o passo a passo para o cumprimento das principais obrigações ambientais, que poderá ser acessado quando e onde o associado desejar. Ele será lançado por módulos e o calendário dos próximos lançamentos também já foi divulgado pelo Sindicato. “O objetivo é levar informações para os empreendedores sobre o que é preciso fazer para que eles se adequem com relação a estas importantes questões ambientais, realizando um trabalho preventivo, visando evitar autuações e focado no setor moveleiro”, destaca Aureo Calçado.