Detalhe

Visita ao passado

Alunos de cursos técnicos do SENAI visitam Museu de Artes e Ofícios para entender origem de várias profissões importantes em nosso cotidiano

Nos meses de agosto e setembro, alunos dos cursos técnicos do SENAI vivenciam a história de várias profissões e ofícios durante uma séria de visitas técnicas ao Museu de Artes e Ofícios (MAO). O objetivo da ação é estimular nos estudantes o entendimento sobre o mundo do trabalho e a evolução de inúmeros ofícios.

Para dar significado à visita ao MAO, o SENAI utilizará em suas aulas as Estratégias de aprendizagem desafiadora como uma atividade planejada no intuito de levar os alunos a uma reflexão de sua área ocupacional.

Após cada visita, os alunos terão que fazer entregas relacionadas à ocupação nas quais estão se qualificando e o que foi aprendido no MAO.  Os estudantes do curso de Aprendizagem Industrial em Alvenaria e Acabamento, por exemplo, confeccionarão relatórios contendo a linha do tempo de profissões existentes na época relacionadas ao ofício e que tenham evoluído ou sido extintas, além de ferramentas, máquinas, materiais e equipamentos relacionados com a construção. Já os estudantes de Aprendizagem Industrial em Marcenaria vão produzir a réplica de algumas das peças do museu, de forma facilitar a identificação dos objetos para deficientes visuais e crianças.

O instrutor de formação profissional do SENAI em marcenaria, Hermes Silvio Lopes, ressaltou a importância da visita para seus estudantes. “A visita foi muito interessante e esses jovens puderam ver a importância da futura profissão de forma histórica, além de fazer uma correlação com as novas tecnologias”, disse.

Já Lucas Martins, aluno do SENAI, comentou que a visita ao MAO foi muito enriquecedora, uma vez que foi possível entrar em contato com a história de várias ofícios e profissões que fazem ou fizeram parte de nosso cotidiano.


SESI Museu de Artes e Ofícios
O Museu de Artes e Ofícios conta a história de dezenas de atividades profissionais que deram origem à indústria de transformação em Minas Gerais. São 2,5 mil peças originais dos séculos XVIII ao XX, entre instrumentos, utensílios, ferramentas, máquinas e equipamentos.

Elas representam antigos ofícios em setores tradicionais como: mineração, lapidação e ourivesaria, alimentício, tecelagem, energia e curtumes. A narrativa do Museu remonta às origens dos processos fabris, em sua confluência com as artes manuais, o artesanato e a manufatura, valorizando a trajetória da industrialização mineira e as habilidades de seus trabalhadores.

Horário de funcionamento do Museu:
Terça-feira: 9h às 21h
Quarta-feira a domingo: 9h às 17h
Informações: (31) 3248 8600 – de 2ª a 6ªfeira / (31) 3248-8646 – fins de semana e feriados sesimao@fiemg.com.br  | www.maosesifiemg.com.br

Ficou interessado em algum ofício ou profissão? Conheça as vantagens de um curso técnico:
Aprendizagem Industrial é oportunidade do 1º emprego
5 importantes razões para se qualificar profissionalmente
Descubra 7 Bons Motivos para fazer um Curso Técnico

Últimas notícias

  1. Industriais de Santa Luzia se mobilizam pelo SESI e SENAI

    Leia

  2. SENAI e Sinduscarne promovem curso de receitas gourmet durante a Superminas

    Leia

  3. 32ª Superminas chega ao fim nesta quinta, com volume de negócios estimado em R$ 1,86 bilhão

    Leia

  4. Edital de Inovação para a Indústria investiu mais de R$ 545 milhões em mil projetos inovadores

    Leia

  5. Indústria 4.0 para fomentar o desenvolvimento dos setores supermercadista e da panificação

    Leia

  6. Setores supermercadista e da panificação demonstram confiança durante abertura do Superminas 2018

    Leia

  7. FIEMG recebe representantes de consulados estrangeiros e câmaras de comércio internacional

    Leia

  8. SENAI promove cursos na área de panificação durante a Superminas

    Leia