Notícias

Ensino básico é o futuro do país

Assunto foi tema da reunião do Conselho de Educação e Treinamento da FIEMG

A qualidade dos profissionais recém-saídos das universidades e que estão ingressando no mercado de trabalho ainda deixa muito a desejar, e o ponto de partida para melhorar esse resultado pode estar justamente no início da vida estudantil: o ensino básico.

A análise é de Paulo Roberto Henrique, presidente do Conselho de Educação e Treinamento da FIEMG, que se reuniu no dia 09/05, na sede da instituição, para tratar deste e de outros assuntos relacionados. “Está na hora de fazermos ações para que possamos ser realmente o país do futuro”, afirma Paulo.

Para isso, o conselho vai promover no dia 12/06 um seminário para discutir as perspectivas da educação em Minas e no Brasil, onde serão apresentados cases de sucesso na área e o que pode ser feito para um melhor futuro do ensino no país. “Precisamos impactar a opinião pública sobre a necessidade de efetivamente mudar a qualidade da educação que temos hoje, que vemos está ‘capenga’ e que está interferindo diretamente nas nossas empresas”. De acordo com o engenheiro, é importante que o empresário também se conscientize disso, uma vez que todo esse processo pode impactar na eficiência da mão-de-obra contratada. “A gente quer o apoio do empresariado e da indústria, que ela venha ser nossa parceira neste investimento em educação como sendo um investimento significativo para futuros ganhos dentro da própria empresa”, analisa.

Inovação na educação

Preparar um profissional para o mercado significa prepará-lo para a indústria 4.0. A inovação na educação esteve em pauta, e o grupo está buscando modelos de sucesso no Brasil e no exterior que possam ser replicados. E um dos exemplos está justamente em Minas Gerais, nas unidades do SENAI. “A inovação está presente no dia a dia do SESI e do SENAI”, fala Edmar Alcântara, gerente de Educação Profissional. “O SENAI conta com estruturas organizadas em áreas tecnológicas e setores industriais que dão agilidade e qualidade no atendimento de demandas da indústria. Além disso, escolas do SESI e do SENAI são referências em ensino médio e técnico, respectivamente”, explica.

Para Paulo Henrique, uma das funções do conselho é também divulgar as ações do SESI e SENAI para a educação. “A pauta de educação no Sistema FIEMG é expressiva e tem trazido grandes frutos para as empresas”, comenta.

O presidente do conselho pontou que o SESI de Minas Gerais é um dos melhores do Brasil, com ótimos resultados no ENEM e com a participação de alunos mineiros no campeonato mundial de robótica. “Está na hora de mostrarmos que a educação dentro do Sistema FIEMG é extremamente forte e que as ações realizadas aqui podem ser implementadas em diversas escolas, seja na área municipal, estadual ou federal. O bom exemplo tem que ser seguido”, conclui.

Galeria

Últimas notícias

  1. Espaço Usiminas de Arte recebe exposição do acervo do SESI MAO

    Leia

  2. De malas prontas para a Turquia

    Leia

  3. Semana do MEI em BH será realizada no Museu de Artes e Ofícios, na Praça da Estação

    Leia

  4. SESI MAO participa da 17ª edição da Semana Nacional dos Museus

    Leia

  5. Exposição “As Três Dimensões Dos Criadores”

    Leia

  6. Novo espaço sedia hub de criação e formação no Centro Cultural SESIMINAS a partir do dia 18

    Leia

  7. Sempre às Quartas inova em concerto popular brasileiro

    Leia

  8. FIEMG celebra convênio com ArcelorMittal

    Leia