Notícia

Iceicon-MG avança, mas segue apontando falta de confiança dos empresários

Índice ficou pouco acima do patamar verificado antes da greve dos caminhoneiros

O Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais (Iceicon-MG) apresentou o segundo aumento consecutivo – de 1,0 ponto entre agosto e setembro – registrando 46,4 pontos. Ainda assim, o indicador aponta falta de confiança dos empresários do setor pelo sexto mês seguido, ao permanecer inferior a 50 pontos, e acumula queda de 4,9 pontos em 2018. O índice ficou pouco acima do patamar verificado em maio (46,0 pontos), antes da greve dos caminhoneiros, mas continuou abaixo dos níveis alcançados no final do ano passado e início desse ano. Vale destacar que o indicador foi 4,9 pontos inferior ao de setembro de 2017, e o pior para o mês em três anos. O Iceicon nacional recuou 1,0 ponto frente ao registrado em agosto e aproximou-se da linha de 50 pontos, com 50,8 pontos em setembro.

O Iceicon-MG é resultado da ponderação dos índices de condições atuais e de expectativas, que variam de 0 a 100 pontos. Valores abaixo de 50 pontos indicam percepção de situação pior e expectativa negativa para os próximos seis meses, respectivamente.

O índice de condições atuais, que apura a percepção dos empresários com relação à situação atual dos negócios, cresceu pelo terceiro mês consecutivo, saindo de 41,4 pontos em agosto para 43,7 pontos em setembro. No entanto, o índice permanece abaixo de 50 pontos desde novembro de 2012, e acumula retração de 2,0 pontos em 2018. O resultado foi 4,7 pontos inferior ao de setembro de 2017.

O indicador de expectativas, que sinaliza as perspectivas dos empresários para os próximos seis meses, aumentou pelo segundo mês seguido, entre agosto (47,4 pontos) e setembro (47,7 pontos). Apesar do crescimento, o índice aponta pessimismo dos construtores pelo quinto mês consecutivo, e acumula queda de 6,3 pontos em 2018. O resultado foi 5,0 pontos inferior ao de setembro de 2017 e o pior para o mês em três anos.

Na avaliação do economista e coordenador do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), Daniel Furletti, “a confiança do empresário da construção civil está pautada no contexto da atual conjuntura econômica e política do país. O setor iniciou o ano com uma perspectiva de crescimento de 2% e devemos terminar o ano com uma queda entre 0,6% e 1%. Contudo, espera-se uma retomada do crescimento da economia nacional de 2,5% que, com certeza, impulsionará o setor da construção civil”, diz.

Sobre o Iceicon-MG –O Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais (Iceicon-MG) é elaborado pela Gerência de Estudos Econômicos da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG).

LEIA AQUI o documento completo.

Últimas notícias

  1. Reestruturação da base sindical é tema de reunião na FIEMG

    Leia

  2. Comércio com a Alemanha

    Leia

  3. SILEMG debate instruções normativas

    Leia

  4. Regras do financiamento para energias renováveis é tema de reunião na FIEMG

    Leia

  5. Definida reunião da Cemig na Fiemg Vale do Rio Grande para mostrar alternativas para os problemas de energia

    Leia

  6. Projeto Invista Mais Rio Pomba Valley

    Leia

  7. Empresários do SINDUSCON-JF participam da Feicon Batimat 2019

    Leia

  8. Presidente da FIEMG conhece estrutura da AngloGold Ashanti em Sabará

    Leia