Detalhe

Mobilização empresarial garante vitória para população de Belo Horizonte

Entidades empresariais lideram movimento que luta contra criação de mais impostos para construir na capital mineira

O Projeto de Lei - 1.749/2015 referente ao novo Plano Diretor de Belo Horizonte que seria votado nesta quinta-feira, 11/10, durante plenária da Câmara Municipal, teve sua votação adiada devido à mobilização do setor produtivo da capital. A FIEMG e o SINDUSCON-MG, juntamente a outras 26 entidades, têm manifestado críticas em relação as propostas do Plano.

As entidades lançaram, em julho deste ano, o movimento “Mais Imposto Não, BH”, com objetivo de chamar a atenção para necessidade de mais diálogo a respeito do novo Plano.  De acordo com um estudo técnico contratado, “se aprovada pelos vereadores de Belo Horizonte, a medida vai gerar aumento final médio de 30% a quem deseja comprar um imóvel”.

O vice-presidente da FIEMG e presidente da Câmara da Indústria da Construção, Teodomiro Diniz Camargos, enfatizou o trabalho feito junto aos empresários contra a proposta debatida nesta quinta-feira. “Hoje, estivemos aqui na Câmara para colocar a posição da indústria, do comércio, do serviço e do desenvolvimento de Belo Horizonte. Estivemos acompanhados de uma massa de empresários e de trabalhadores para inviabilizar essa aprovação desse plano que será péssimo para Belo Horizonte”, enfatizou. O líder empresarial ainda pontuou a necessidades de mais discussões sobre o Plano Diretor junto à sociedade. “Sem discussão ou ajuste desse plano, nossa posição é contrária a essa proposta até que se faça um debate adequado”, comentou.

Camargos ainda alertou que a criação de uma nova modalidade de imposto é danosa para a economia da cidade. “Na prática, a outorga onerosa do direito de construir vem em uma hora equivocada, uma vez que a economia ainda se recupera dos efeitos da última crise. Além disso, impacta fortemente o custo da moradia na capital e atinge justamente a população que mais precisa de moradia expulsando-a para regiões cada vez mais distantes ,” enfatiza.

Veja também o vídeo explicativo da campanha

Últimas notícias

  1. Empresas de Uberaba recebem capacitação em modelagem

    Leia

  2. Industriais de Santa Luzia se mobilizam pelo SESI e SENAI

    Leia

  3. SENAI e Sinduscarne promovem curso de receitas gourmet durante a Superminas

    Leia

  4. Empresários do Vale da Eletrônica visitam feira em Taiwan

    Leia

  5. FIEMG cria o Conselho da Micro e Pequena Empresa

    Leia

  6. Sindicatos da indústria mineira participam da Superminas 2018

    Leia

  7. 32ª Superminas chega ao fim nesta quinta, com volume de negócios estimado em R$ 1,86 bilhão

    Leia

  8. Indústria 4.0 para fomentar o desenvolvimento dos setores supermercadista e da panificação

    Leia